Suplementos benéficos para a 3 idede

8 suplementos benéficos para a terceira idade

Para se sentir bem com o seu corpo na terceira idade, é preciso seguir algumas orientações básicas: realizar atividades físicas, manter uma alimentação saudável e fazer o acompanhamento médico regular. Esses são cuidados que você deve ter por toda a vida, desde a infância até a maturidade. É justamente aí que entramos no tema do nosso artigo, os suplementos para idosos.

O assunto é fundamental pois a população brasileira está, cada vez mais, envelhecendo. Segundo projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2060 o Brasil contará com muito mais pessoas idosas do que jovens. Esse dado traz consigo várias preocupações, sendo uma delas a saúde desse grupo.

Quer saber como a suplementação alimentar entra nessa história? Continue a leitura e veja quais são as melhores opções para quem deseja se manter ativo e com a saúde em dia!

O envelhecimento com mais saúde

A entrada na terceira idade, que no Brasil representa a população com 60 anos ou mais, é um momento que exige uma atenção especial com a nutrição e a prática de exercícios. Isso porque o corpo já começa a apresentar novas demandas, causadas por uma série de alterações fisiológicas e bioquímicas que são comuns a essa faixa etária.

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), existem alguns desafios relacionados à saúde dos idosos, sendo um dos principais o controle de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, câncer, doenças cardiovasculares e respiratórias.

Aqueles que levam uma vida mais saudável tem menos dificuldades quando chegam à fase idosa. Estatísticas do Ministério da Saúde afirmam que as pessoas sedentárias reduzem 40% do risco de morte por doenças cardiovasculares a partir do momento que começam a praticar exercícios.

Mas nunca é tarde demais para mudar os hábitos. A prevenção é o melhor caminho para não ser prejudicado na terceira idade, mas também é possível começar a se cuidar e ter mais qualidade de vida a partir dos 60 anos.

Basta consultar e seguir as orientações de um médico, nutricionista e outros profissionais de saúde capacitados para ajudarem nessa jornada e na adoção de boas práticas. Entre elas, manter uma dieta com alimentos mais ricos em nutrientes, bem como realizar atividades físicas regulares.

Os benefícios da suplementação na terceira idade

A suplementação é uma das opções para aqueles que, por algum motivo, precisam de uma complementação das vitaminas e minerais necessários para manter a saúde ou, até mesmo, para melhorar a performance em exercícios físicos. Segundo o Ministério da Saúde, são considerados suplementos, quando estão legalmente regulamentados, as:

  • vitaminas isoladas ou associadas entre si;
  • minerais isolados ou associados entre si;
  • substâncias bioativas;
  • associações de vitaminas e minerais;
  • enzimas;
  • probióticos.

O uso de suplementos na dieta de pessoas idosas vem sendo pesquisado e discutido há muitos anos por especialistas da área de saúde. Esse recurso têm se mostrado um excelente apoio a outros tratamentos realizados para proporcionar uma vida mais saudável e de qualidade na terceira idade. Veja agora alguns dos benefícios que a suplementação, associada aos hábitos saudáveis, pode trazer aos idosos!

Fortalece o sistema imunológico

Quando o corpo conta com uma quantidade de nutrientes adequada para o funcionamento, especialmente as vitaminas C e E e o Zinco, a resposta do sistema imunológico se torna ainda mais rápida. As funções antioxidantes dessas substâncias protegem as células e, consequentemente, ajudam a diminuir as chances de ficar doente com frequência.

Colabora para o ganho e manutenção de massa

É comum que, ao longo dos anos, todas as pessoas tenham perda de massa muscular e óssea. Para evitar esse problema em uma das fases cujo desgaste é ainda maior, ou seja, na terceira idade, é possível usar a suplementação como um recurso — principalmente quando aliado às atividades físicas.

Reduz riscos de desnutrição

Os riscos de desnutrição a partir dos 60 anos se torna maior, não apenas a menor ingestão de alimentos, como também:

  • pela redução da funcionalidade de absorção de alguns órgãos do sistema digestivo;
  • por questões psicossociais, como o isolamento e a depressão;
  • por doenças crônicas;
  • pelo uso frequente de determinados medicamentos, que podem causar inibição da fome.

Caso haja algum fator de risco ou seja identificada a desnutrição, o uso de suplementos diários se torna ainda mais necessário. Eles atuam como uma solução adicional a outras ações para evitar e tratar esse grave problema.

Aumenta a disposição

Todos nós convivemos com pessoas que estão na terceira idade e que alegam não ter mais a energia e disposição de quando eram mais jovens. Para ajudar nesse processo, é possível fazer a suplementação com diferentes nutrientes que são extraídos, inclusive, de produtos naturais. Eles são boas opções por serem menos calóricos que o consumo de alimentos que, de fato, são mais energéticos.

8 tipos de suplementos para idosos

Após fazer todos os exames e detectar, com o apoio de um profissional de saúde, quais são as necessidades que podem ou precisam ser repostas, é hora de escolher os suplementos adequados para a dieta diária do idoso. Confira algumas das opções que, normalmente, são mais utilizadas por pessoas a partir dos 60 anos!

1. Suplementos proteicos

Um estudo feito com mulheres idosas no Japão identificou que o uso de Whey Protein após atividades físicas de resistência pode ajudar a prevenir a sarcopenia, que é a perda de massa e força em idosos. Este é mais um indicativo de que o consumo de proteína é uma das alternativas para ganhar e manter os músculos no corpo.

Além da suplementação com a proteína isolada do leite, conhecida como Whey Protein, também é possível utilizar outros recursos proteicos, como a Albumina. Adeptos ao vegetarianismo ou ao veganismo ainda podem utilizar o Rice Protein ou o Soy Protein como fonte de proteínas para a dieta.

2. Suplementos de cálcio

A deficiência de cálcio prejudica não apenas os ossos, como também pode comprometer toda a arcada dentária da pessoa idosa. A osteoporose, a hipocalcemia e a periodontite, por exemplo, podem ser evitados ou ter seus efeitos diminuídos com a suplementação de cálcio, principalmente quando associados a uma boa ingestão de vitamina D, que ajuda a potencializar os resultados.

3. Suplementos multivitamínicos

O consumo de multivitamínicos é indicado para suprir as necessidades de Ingestão Diárias Recomendadas (IDR) em porções únicas ou menores. De acordo com a recomendação da ANVISA, é preciso que indivíduos adultos consumam as seguintes quantidades diárias de cada micronutriente:

  • vitamina A (600 mcg);
  • vitamina D (5 mcg);
  • vitamina C (45 mg);
  • vitamina E (10 mg);
  • vitamina B1 (Tiamina) (1,2 mg);
  • vitamina B2 (Riboflavina) (1,3 mg);
  • vitamina B3 (Niacina) (16 mg);
  • vitamina B6 (1,3 mg);
  • ácido fólico (240 mcg);
  • vitamina B12 (2,4 mcg);
  • vitamina B7/vitamina H (Biotina) (30 mcg);
  • vitamina B5 (ácido pantotênico) (5 mg);
  • vitamina K (65 mcg);
  • colina (550 mg);
  • cálcio (1000 mg);
  • ferro (14 mg);
  • magnésio (260 mg);
  • zinco (7 mg);
  • iodo (130 mcg);
  • fósforo (700 mg);
  • flúor (4 mg);
  • cobre (900 mcg);
  • selênio (34 mcg);
  • molibdênio (45 mcg);
  • cromo (35 mcg);
  • manganês (2,3 mg).

4. Suplementos hipercalóricos

Para aqueles que têm dificuldades em comer muitas refeições ao longo do dia, em ganhar peso, ou ainda para os que não conseguem ter uma boa recuperação muscular, os suplementos hipercalóricos são uma excelente opção. A quantidade de macronutrientes, ou seja, de proteínas, carboidratos e gorduras é equilibrado para que o idoso faça a ingestão necessária diariamente.

5. Ômega 3

ômega 3 é um dos nutrientes que o nosso corpo não produz, mas que são extremamente importantes para a manutenção da saúde, auxiliando no ganho e manutenção de massa muscular, além de provocar melhorias nos sistemas cardiovascular, pulmonar, imunológico e endócrino.

Para aumentar o consumo desse conjunto de ácidos graxos, é preciso ter uma alimentação rica em peixes, nozes e sementes de chia e linhaça. Outra opção é fazer a suplementação, especialmente daquelas que utilizam o óleo de peixe como principal fonte de extração do nutriente.

6. Creatina

Caso o desafio seja ganhar massa livre de gordura, tornando-se ainda mais saudável, o suplemento ideal é a creatinaPesquisas comprovam que idosos que usaram este derivado de aminoácido de forma recorrente, associado a exercícios físicos e boa alimentação, conseguiram resultados positivos para seus corpos tanto fisiologicamente quanto bioquimicamente.

7. Colágeno

Popularmente conhecido por melhorar a pele, o colágeno apresenta muitos outros benefícios para o organismo da pessoa idosa. A suplementação com essa proteína é um bom complemento para o tratamento de doenças como a osteoporose, pois comprovadamente aumenta a densidade mineral óssea, melhora a cartilagem e alivia sintomas de dor em idosos.

8. Vitamina D

Um risco muito comum que pessoas acima de 60 anos correm é o de quedas, o que pode levar a traumas pelo corpo que, dependendo da saúde do idoso, podem demorar um longo tempo para recuperarem. A vitamina D é uma importante aliada para evitar esse problema, porque ela ajuda:

  • a melhorar a resistência muscular e, consequentemente, o equilíbrio e a postura;
  • a captar melhor a quantidade de cálcio necessária para o corpo;
  • a melhorar o sistema imunológico.

Chegar na terceira idade com a saúde em dia é um desejo comum à maioria das pessoas. Tanto para aqueles que já se cuidam desde a juventude quanto para quem começou após os 60 anos a se preocupar mais com os bons hábitos, é recomendado associar práticas sadias à suplementação. Dessa forma, as chances de atingir ótimos resultados e poder viver com ainda mais qualidade são maiores.

Vale lembrar que, assim como para as pessoas de qualquer outra idade, os suplementos para idosos devem ser utilizados apenas após uma avaliação médica e nutricional, pois são esses profissionais que poderão analisar qual é a necessidade real e as porções ideais para atingir os objetivos.

Ficou interessado em conhecer as suplementações que citamos neste artigo? Entre agora mesmo no site da GSuplementos e encontre os melhores produtos para a sua dieta.