Pipoca

Saiba se a pipoca engorda ou emagrece e como inseri-la na dieta

Muito apreciada no Brasil e no mundo, a pipoca é um alimento de fácil preparo e relativamente rico em nutrientes. Por este motivo, pode ser chamada de rainha dos snack foods (salgadinhos/lanches).

Pipoca x calorias x gordura

A pipoca é um grão integral muito conhecido pelo seu alto teor de fibras, assim como pelo seu alto valor calórico. Entretanto, essa quantidade de calorias temida por todos se mostra muito relativa devido ao seu modo de preparo.

pipocas para preparar na panela — estas são mais saudáveis em relação às pipocas de micro-ondas, que podem ter o dobro de calorias em relação às normais, justamente pela adição de gordura que o produto recebe para ser preparado em forno.

Pipoca como substituta de lanches calóricos

A pipoca é um alimento fonte de carboidratos e pode ser adicionada em qualquer refeição, seja ela uma refeição principal ou um pequeno lanche. A questão a ser analisada será o contexto diário deste indivíduo, ou seja, suas refeições como um todo, porque pode não ser nada vantajoso consumir alimentos de um único grupo alimentar em cada refeição.

Por isso, não podemos dizer que a pipoca é um substituto ideal para uma refeição, mas podemos dizer que é, sim, uma fonte de carboidratos, uma pequena parte de uma refeição saudável. 

Pipoca de micro-ondas e sódio

Essas pipocas que vêm em pacotes para estourar no fogão possuem apenas um ingrediente: milho tipo pipoca! Mas um produto para preparar no micro-ondas possui uma grande lista de ingredientes além do milho!

Ingredientes:

  • Milho de Pipoca;
  • Gordura Vegetal;
  • Sal;
  • Preparado Para Pipoca (Óleo Vegetal, Gordura Vegetal Hidrogenada, Aromatizante, Regulador de Acidez Ácido Acético, Corantes Naturais Cúrcuma e Urucum e Antioxidante BHT).

Esses aditivos aumentam o valor calórico do produto (especialmente, pela presença de gordura) e também há considerável valor de sódio — uma porção de 25 g chega a oferecer 10% do valor total de sódio do dia.

Além de sódio e gorduras normais, ainda encontramos gordura hidrogenada, que vem sendo relacionada ao aumento da incidência de doenças cardíacas, à redução da sensibilidade à insulina e ao diabetes, entre outros tantos malefícios.

Pipoca de panela

Quem aí não sente um cheirinho de pipoca quando ouve o termo “pipoca de panela”?

A principal característica do milho de pipoca é a que faz com que seus pequenos e duríssimos grãos, quando submetidos a uma fonte qualquer de calor, tenham a capacidade de estourar, podendo se multiplicar por até mais de 40 vezes em relação ao volume inicial dos grãos utilizados, originando um alimento saboroso.

Nesse caso, falamos apenas sobre os nutrientes do milho de pipoca, uma vez que será indicado adicionar uma baixa quantidade de sal ou de temperos, além de baixa quantidade de óleo para o preparo.

O milho é considerado um alimento energético para o consumo humano, devido à existência predominante de carboidratos (amido) e lipídios. O grão também apresenta proteínas, embora em quantidade inferior aos outros nutrientes.  

Como a pipoca engorda?

A pipoca não engorda. Quer dizer, já se passou muito tempo desde que nutricionistas diziam “isso pode, isso não pode”, “isso é para uma dieta de aumento de peso e isso é para uma dieta de redução de peso”.

A pipoca é um alimento com significativo teor calórico, mas possui também boa quantidade de fibras, o que faz deste alimento uma fonte de carboidratos de baixo IG — isso quer dizer que as chances de ter sua energia convertida em gordura são baixas. 

A pipoca é um cereal integral natural recomendado pela pirâmide alimentar como parte de uma dieta equilibrada. Os cereais integrais estão associados ao auxílio do controle do peso corporal e à redução do risco de doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares.

Portanto, a recomendação é de que a população consuma mais cereais integrais, para obter uma alimentação balanceada e rica em vitaminas e minerais.

Outra vantagem do milho em relação aos outros cereais é que, durante a industrialização, ele não perde a casca, onde está grande parte das fibras e dos nutrientes.

Esse cereal também contém zeaxantina e luteína, duas substâncias antioxidantes que contribuem com a saúde dos olhos, prevenindo catarata e degeneração macular  e também diminuindo o risco de desenvolvimento de certos tumores.

Então, comer pipoca emagrece?

A pipoca é um alimento de baixo custo, rico em fibras e que contribui com a saciedade e melhores níveis de glicemia, colesterol e triglicerídeos, além de melhorar o funcionamento intestinal.

Por ser fonte de carboidrato, deve ser substituída por pão, cereais ou biscoitos (1 xícara de pipoca estourada equivale a ½ pão francês ou 1 fatia de pão de forma).

O risco das pipocas de cinema

Já vimos que, apesar de saudável, o milho de pipoca pode oferecer uma quantidade considerável de calorias. Um pacote pequeno de pipoca de cinema nunca tem menos de 300 kcal — isso se estivermos falando da salgada. As pipocas de cinema possuem a desvantagem de receberem grande quantidade de óleo.

Não sem motivos, as pipocas de cinema parecem mais saborosas. Um dos maiores segredos da pipoca do cinema sem dúvida está no óleo, já que é utilizado óleo de coco ou canola em sua forma sólida, que também possui corante amarelo e sabor de manteiga.

Outra diferença também é o sal utilizado nas pipocas do cinema, que possuem sabor artificial de manteiga e corante amarelo, fazendo ele parecer um pó de suco de laranja. O sal e o óleo são adicionados juntos no preparo, por isso o sabor fica uniforme, e não apenas em alguns grãos, como quando é preparado em casa.

Como fazer uma pipoca saudável?

Para proporcionar benefícios à saúde, a pipoca deve ser consumida de forma saudável. A margarina e a manteiga não são indicadas, porque saturam mais rápido do que o óleo. Quanto maior a ingestão de gordura saturada, pior pode ser para a nossa saúde, pois haverá chances de aumento do colesterol “ruim”, o LDL, e redução do colesterol “bom”, o HDL, além de aumentar muito a quantidade de calorias – tem duas vezes mais calorias do que as feitas no vapor.

As pipocas preparadas com manteigas, margarinas, temperos prontos, bacon e queijos gordurosos são no mínimo 35% mais calóricas do que as pipocas feitas com pouco óleo.

Por isso, o modo de preparo é a chave para ter acesso aos benefícios da pipoca. A quantidade de sal e temperos prontos também deve ser controlada, pois possuem concentrações de sódio que, em excesso, aumentam os riscos de hipertensão arterial, além de desencadear outras disfunções, como retenção líquida e sobrecarga renal.