Saiba se o macarrão engorda ou emagrece e como inseri-lo na dieta

Diogo Círico 19/12/2022

De origem chinesa e incorporado pelos italianos, o macarrão é um dos pratos mais famosos no mundo inteiro. E, claro, no Brasil não seria diferente, afinal, quem resiste a uma deliciosa massa?

Com diversas opções e maneiras de preparo, esse é um prato perfeito para quem não abre mão de sabor e qualidade. Ainda assim, muitas pessoas que estão de dieta acabam se perguntando se macarrão engorda, deixando-o de lado em sua rotina.

Mas será que ele pode realmente ser esse grande vilão da perda de peso? É o que você vai descobrir neste conteúdo. Continue lendo para conhecer a verdade sobre o macarrão e ver dicas de como inseri-lo em sua alimentação!

Sumário

Calorias em um prato de macarrão

Sendo um alimento rico em carboidratos, quando falamos em macarrão é normal associá-lo a um prato que engorda muito e que vai prejudicar o seu processo de emagrecimento. De modo geral, em 100g de macarrão fresco, você encontra 131 calorias.

Mas o que são carboidratos? Eles são macronutrientes energéticos, formados por moléculas de carbono, hidrogênio e oxigênio. E o que isso quer dizer? De maneira geral, os carboidratos são fonte de energia e podem ser classificados entre vários tipos, inclusive os saudáveis.

Quando inseridos em uma alimentação balanceada, colaboram para um bom funcionamento do corpo, são uma ótima fonte de energia e também trazem mais qualidade de vida e bem-estar para as funções do dia a dia.

O macarrão se encaixa na lista de carboidratos simples, ou seja, se consumidos em quantidade exagerada, podem auxiliar no processo de ganho de peso, uma vez que as moléculas no corpo são digeridas rapidamente.

Isso não quer dizer que você deve dizer adeus ao macarrão: é fundamental observar outros aspectos dentro da sua alimentação.

Afinal, macarrão engorda ou emagrece?

Antes de responder a essa pergunta, é preciso ressaltar um ponto importante: nenhum alimento isolado é capaz de emagrecer ou engordar. A perda de peso é um processo, não um caso isolado, ou seja, acontece de acordo com diversos fatores externos e a frequência e quantidade que esse produto é ingerido.

Não é possível engordar comendo um prato de macarrão de vez em quando, assim como não é possível se livrar da gordura corporal comendo um prato de salada uma vez ou outra. Esse processo de ganho ou diminuição de peso acontece com a perda ou o acúmulo das calorias dentro de um período de tempo.

Isso quer dizer que se o macarrão for consumido moderadamente, principalmente em dietas de baixo índice glicêmico, é muito improvável que a pessoa vá engordar. Porém, se ele for ingerido de maneira exagerada, pode colaborar para o aumento do depósito de gordura no corpo.

Então, para dizer se o macarrão engorda ou emagrece, a resposta está na quantidade em que ele é consumido e na forma em que é preparado. Além disso, lembre-se de sempre incluir alimentos saudáveis em sua rotina. Desse modo, é possível ter mais qualidade de vida e manter o bom funcionamento do organismo.

Como inserir o macarrão na dieta?

Agora que você já sabe que o macarrão sozinho não atrapalha a sua dieta e o processo de perda de peso, vamos te contar qual é a melhor maneira de inseri-lo em seu planejamento alimentar.

Em primeiro lugar, para o macarrão não se tornar um alimento calórico, evite utilizar recheios e acompanhamentos gordurosos em excesso. Por exemplo, as massas recheadas costumam ter um valor calórico maior, uma vez que normalmente são recheadas com proteínas ou queijos.

Por isso, se o seu objetivo na dieta é o controle de peso, o mais indicado são as massas sem recheio, como penne, fusilli e talharim, com molho de tomate caseiro. Além disso, evite acrescentar uma porção de queijo para não aumentar o valor calórico.

Sendo uma boa fonte de carboidratos, o macarrão também é muito utilizado pelos atletas, pois além de auxiliar no ganho de energia e disposição, tem a função de “poupar” a utilização das proteínas.

Assim, ele pode ser utilizado como uma refeição pré-treino, sendo consumido de três a quatro horas antes do exercício. Nesse caso, recomenda-se uma porção rica em carboidratos e proteínas, como a massa com molho de tomate e uma proteína magra (peixe ou frango).

Macarrão integral ou comum: qual o melhor para a dieta?

Como visto, se o seu objetivo é emagrecer, não é preciso abrir mão do macarrão. Mas é possível optar por uma versão mais saudável e que possa fazer o seu organismo funcionar melhor, visando tanto a perda de peso quanto o seu bem-estar.

No caso do macarrão, a sua versão integral conta com mais fibras e quantidades um pouco maiores de vitaminas e minerais. Desse modo, é uma opção mais nutritiva e saudável, ideal para quem busca um cardápio equilibrado e, consequentemente, a perda de peso.

Além disso, as fibras são importantes para melhorar o funcionamento intestinal e auxiliam a dar maior sensação de saciedade, assim como ajudam a evitar os picos de glicemia, fazendo com que a fome demore mais para aparecer.

E para deixar a sua alimentação ainda mais nutritiva, o ideal é combinar o macarrão integral com legumes, verduras e folhas, garantindo mais benefícios para a refeição.

Quer mais dicas para ter uma vida mais saudável e equilibrada? Continue acompanhando os conteúdos do nosso blog!

Referências:

Corrieri. Macarrão engorda? Disponível em: <https://www.corrieri.com.br/macarrao-engorda/index.html > Acesso em 21 de outubro de 2022.
Globo. Macarrão é muito calórico? Disponível em: <https://ge.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/macarrao-e-muito-calorico-pode-fazer-parte-da-dieta-descubra.ghtml > Acesso em 21 de outubro de 2022.
Endocrinosaúde. Tabela de calorias. Disponível em: <https://endocrinosaude.com/tabela-de-calorias/massas/ > Acesso em 21 de outubro de 2022.
Veja Saúde. É possível comer massa sem culpa. Disponível em: <https://saude.abril.com.br/alimentacao/e-possivel-comer-massa-sem-culpa/ > Acesso em 21 de outubro de 2022.

Diogo Círico

Diogo Círico

Nutricionista

Graduado em nutrição em 2007 pela Faculdade Assis Gurgacz, pós-graduação em Nutrição e Atividade Física - 2012, pós-graduação em Nutrição Funcional Esportiva - 2017, desde o inicio buscou destinar suas atividades à nutrição esportiva e também a área de tecnologia de alimentos. À frente das ações técnicas da industria Growth Supplements desde sua criação, já somam-se mais de 10 anos de dedicação, trabalho e pesquisas laboratoriais no desenvolvimento de novos produtos. Hoje suas ações como nutricionista dividem-se entre assessoraria de alguns atletas patrocinados pela Growth Supplements, redação de material técnico cientifico como estes disponíveis no blog GSuplementos e também na liderança da equipe de técnica Growth Supplements . Diogo Cirico; Nutricionista esportivo CRN 10 - 2067