Higienização de alimentos

Saiba como realizar a correta higienização dos seus alimentos

Hoje em dia não é necessário ter anos de estudo ou um caderno especial com receitas para preparar pratos saborosos. Afinal, basta ter noções básicas na cozinha e contar com uma ajuda da tecnologia. Informações completas sobre receitas, inclusive de pratos saudáveis e para dietas com restrições, podem ser encontradas facilmente com uma busca online ou em aplicativos.

No entanto, antes de começar a cozinhar é preciso seguir alguns passos muito importantes para higienizar os alimentos e torná-los próprios para o consumo, sem sujeiras ou micro-organismos que podem ser perigosos para a saúde. Esses processos geram muitas dúvidas entre as pessoas, uma vez que cada grupo de alimentos necessita de etapas diferentes.

Neste artigo, conversaremos sobre como deve ser feita a correta sanitização e higienização de alimentos. Embora esses termos sejam usados frequentemente como sinônimos, são processos diferentes, ideais para tipos distintos de preparos. Leia, ainda, sobre os cuidados durante a limpeza de alimentos e outras informações importantes sobre o assunto. Boa leitura!

Qual a diferença entre higienizar e sanitizar?

A palavra “higienização” deriva do grego hygieiné, que significa “saúde”. Higienizar significa limpar ou lavar, ou seja, retirar sujeira, poeira, cascas e aparas, por exemplo. Dessa forma, o processo de limpeza consiste essencialmente na eliminação de partículas que ficam sobre as superfícies dos alimentos.

Já sanitizar ou desinfectar significa reduzir a carga microbiológica, ou seja, destruir ou remover os micro-organismos. Especialmente no caso da desinfecção química, a limpeza deve, na maioria das situações, ser realizada antes da sanitização para que esta seja mais eficaz. Isso porque a sujeira pode interferir na ação correta dos agentes de desinfecção.

Como e quando realizar a higienização e sanitização?

Todos os alimentos in natura, ou seja, que são encontrados em seu estado natural para compra, devem ser higienizados. Nesse caso pode-se citar as frutas, verduras, hortaliças e ervas como exemplo. Isso é importante porque, além das sujeiras, também há presença de agrotóxicos, utilizados com a finalidade de preservar os alimentos da ação danosa de insetos e micro-organismos nocivos. Esse tipo de substância química é muito prejudicial à saúde.

Sendo assim, a higienização de alimentos deve ser feita com água corrente e escovinha, se necessário, para retirar as sujidades. Lavar com detergente não é recomendado, visto que esse produto pode deixar resíduos químicos na superfície do alimento. A próxima etapa é realizar a sanitização. Esse processo é feito com água e hipoclorito de sódio, na proporção de 1 colher de sopa de água sanitária ou 2 colheres de sopa de hipoclorito de sódio na concentração de 1% para cada 1 litro de água. Em seguida, deve-se deixar os alimentos de molho por, no mínimo, 30 minutos.

O vinagre é popularmente usado com a finalidade de desinfecção dos alimentos. No entanto, ele não elimina bactérias ou vírus, servindo apenas para remover a sujeira visível. A solução de hipoclorito de sódio com água ou a água sanitária mata os micro-organismos prejudiciais para a saúde e são as opções mais indicadas.

A sanitização precisa ser realizada em todos os alimentos?

Os alimentos que serão consumidos sem casca, como algumas frutas, não precisam ser sanitizados. Com exceção dos que serão usados para fazer sucos, uma vez que enquanto a fruta é espremida pode haver contato do sumo com a casca, contaminando o suco que está sendo preparado. Os alimentos que passam pela cocção em altas temperaturas também não precisam ser desinfectados, já que esse processo é suficiente para matar os micro-organismos.

Sendo assim, a sanitização deve ser feita em todos os alimentos que serão consumidos crus. Outra dica interessante para neutralizar os agrotóxicos presentes nas cascas de frutas é adicionar quatro colheres de bicarbonato de sódio, quatro colheres de vinagre ou quatro colheres de suco de limão a 1 litro de água, já que a ação dessas substâncias causa mudanças no pH da casca da fruta e eliminação de parte dos agrotóxicos.

No entanto, essa recomendação não dispensa a sanitização, pois ela é responsável por destruir bactérias e vírus perigosos para a saúde.

Quais os cuidados necessários antes, durante e após a higienização?

Antes

O cuidado com a limpeza dos alimentos começa no momento da escolha. É preciso selecionar bem as frutas, verduras e legumes, evitando aquelas que estão murchas ou com a coloração diferente do habitual. Em casa, deve-se retirar as partes estragadas.

Durante

Durante a sanitização é recomendado o uso de luvas, uma vez que os produtos químicos podem causar sensibilidade nas mãos. A água sanitária comum é feita diluindo o hipoclorito de sódio em água, sendo menos perigosa para o uso em casa.

Após os procedimentos de sanitização e higienização de alimentos é importante lavá-los em água corrente, retirando todos os resquícios de água sanitária. Pode-se enxugá-los com um papel absorvente e, após, deixá-los secar naturalmente. Para aumentar a sua durabilidade é interessante armazenar os alimentos na geladeira em potes, preferencialmente de vidro, com tampa.

Após

Na hora de cozinhar é preciso tomar algumas medidas para que os alimentos não se tornem contaminados novamente. A faca e outros utensílios que serão usados no preparo, como a tábua de corte, devem ser higienizados. Uma dica é optar pelas tábuas de vidro temperado, uma vez que a tábua de madeira ganha fissuras que acumulam água e restos de alimentos, sendo ideal para proliferação de micro-organismos. Após, deve-se lavar bem as mãos antes de iniciar.

No contexto atual da pandemia de coronavírus, a limpeza, inclusive dos alimentos e embalagens, está em foco. As embalagens podem concentrar grande quantidade de vírus ou bactérias, por isso deve-se lavá-las bem antes de consumir produtos enlatados ou em caixas. Não existe evidência de que o COVID-19 seja transmitido por alimentos, mas o vírus fica nas superfícies por cerca de 8 dias.

Assim, a higienização e sanitização continuam sendo fundamentais e imprescindíveis. Além de evitar o contato com o coronavírus, esses processos são importantes para evitar o risco de outras doenças que possam fragilizar o sistema imune.

E então, tirou todas as suas dúvidas sobre a sanitização e a higienização de alimentos? Empregar esses processos no dia a dia é fundamental para ter qualidade de vida e manter a saúde em dia. Outra medida para garantir esses dois parâmetros no seu cotidiano é reduzir o consumo de carne. Neste artigo sobre comida vegetariana explicamos o porquê. Que tal estender a leitura?