Whey protein

Saiba por que o whey protein é o queridinho dos atletas

Quem pratica atividades físicas sabe o quanto é importante manter uma dieta equilibrada e saudável para aumentar o rendimento e atingir os resultados desejados. Um dos grupos alimentares mais recomendados em todas as etapas do treinamento, desde a preparação até o descanso, é o das proteínas, que auxiliam no desenvolvimento e na recuperação do tecido muscular, podendo ser encontradas em alimentos de origem animal, como carnes, leite e ovos, ou vegetal, como feijão e soja.

 

Mas nem sempre os atletas conseguem absorver a quantidade necessária de proteínas durante as refeições diárias, principalmente quando realizam treinos intensos e longos, como musculação e esportes de alto rendimento. Por isso, a suplementação proteica, com a orientação e o acompanhamento de um nutricionista, é uma maneira eficiente e segura de definir o corpo, ter mais força para executar os exercícios físicos e prevenir lesões.

 

Entre os suplementos mais conhecidos, o whey protein é o queridinho dos atletas, tanto amadores quanto profissionais. Essa proteína é extraída do soro do leite durante o processo de transformação do líquido em queijo, resultando em uma substância com alta concentração de aminoácidos essenciais, como a glutamina e os BCAAs, que contribuem para o bom funcionamento do organismo. Porém, o produto vai muito além dessa característica, e apresenta outras vantagens que o fazem manter a sua fama!

 

Concentrado, isolado e hidrolisado

O whey protein pode ser encontrado em três versões diferentes: concentrado, isolado e hidrolisado. Isso permite que o atleta escolha o produto mais apropriado para a atividade física praticada, o seu tipo físico, os objetivos traçados e o seu orçamento. Das três fórmulas, o whey concentrado é o mais barato e tem a absorção mais lenta, pois passa por um processo de filtragem simples, ficando com cerca de 80% de proteína e tendo o restante dividido entre carboidratos e gorduras.

 

A segunda versão, composta por proteína isolada, passa por um processo de filtragem um pouco mais completo e apresenta baixos índices de lactose, carboidratos e gorduras, sendo recomendada para quem deseja perder peso enquanto realiza os exercícios físicos. Já o whey hidrolisado é o mais caro, pois tem uma alta concentração de proteína e é rapidamente absorvido, por possuir moléculas quebradas em pequenos fragmentos, facilitando o trabalho do aparelho digestivo; além disso, esse produto é livre de lactose, o que o torna ideal para quem é intolerante ou alérgico a essa substância.

 

Rápida absorção

Como foi dito acima, há algumas diferenças entre as versões do whey protein; mas, em todas elas, o nível de absorção dos nutrientes da proteína pelo organismo é mais rápido se comparado ao de outros suplementos. Esse tipo de produto possui baixo peso molecular, o que facilita a digestão e, consequentemente, acelera os seus efeitos e benefícios. É importante lembrar que, para suprir as perdas naturais de nutrientes, o consumo de proteínas deve ser realizado de acordo com as necessidades calóricas diárias de cada indivíduo.

 

Pós-treino

Muitas pessoas pensam que a suplementação para estimular a hipertrofia deve ser feita somente antes da prática das atividades físicas. Porém, a reparação e o desenvolvimento dos músculos acontecem principalmente durante o sono ou nos momentos de relaxamento. No pós-treino, há a liberação de hormônios que, junto com o consumo adequado de proteínas, estimulam um novo crescimento muscular. Por esse motivo, o whey protein é muito procurado pelos atletas que buscam repor as proteínas de forma rápida ao término dos exercícios, aproveitando a maior demanda do corpo por nutrientes nesse período.