Como aproveitar melhor sua Glutamina

Como aproveitar melhor a sua glutamina?

Ninguém gosta de jogar dinheiro fora. Especialmente se você está investindo na suplementação e quer garantir os melhores resultados, vale a pena conferir as melhores informações e se inteirar sobre cada suplemento. Para garantir o máximo aproveitamento da sua glutamina é preciso saber usar a quantidade correta para não exagerar, ou acabar não produzindo os efeitos esperados. Algumas dicas simples podem fazer com que a sua experiência com esse suplemento seja ainda melhor. Quer apostar?

Combinar com outros suplementos

A primeira dica fica por conta da ação da glutamina. Ela precisa ser combinada sempre com proteínas de alto valor biológico. Para isso, alguns suplementos são as melhores opções. É o caso do famoso Whey Protein, em suas diversas versões. Isso ocorre porque a glutamina, quando ingerida isoladamente, acaba sendo absorvida no começo do trato gastrointestinal e não consegue chegar a se tornar energia para a hipertrofia muscular. Além disso, indica-se também a combinação com outros aminoácidos – como o BCAA e a leucina, por exemplo. É possível misturar glutamina ou creatina com diversos suplementos, dependendo sempre da sua necessidade.

Quantidade

Nessa etapa, a ajuda de um bom nutricionista será vital para encontrar a quantidade perfeita para a sua rotina específica. São vários os fatores analisados, como o estilo de vida, quantidade de treinos e a sua dieta, por exemplo. Apenas um profissional nutricionista conseguirá indicar com precisão a quantidade que se ajusta perfeitamente ao seu dia a dia. A indicação básica, entretanto, segue o padrão de 0,1g a 0,3g de glutamina para cada kg de peso. Entretanto, esse peso deve ser calculado excluindo as gorduras. A média para os praticantes de musculação é de 20% de gordura, mas só uma análise do seu corpo garantirá o número exato.

Melhor momento para tomar

Além da quantidade, sua estratégia também deve incluir quando tomar glutamina, para programar a quantidade planejada ao longo do dia. Você pode optar por várias porções agendadas para horários fixos do seu dia, facilitando também os lanches e a programação. Em geral, é possível dizer que o máximo ingerido por atletas fica em torno de 20g por dia. Opte pelas refeições para incluir sua glutamina. Os principais horários são o café da manhã, antes do treino, na refeição pós-treino ou ceia e antes de dormir. O foco deve estar no pré e pós-treino, que têm um impacto maior sobre o seu desempenho. E muito cuidado com as quantidades, mantendo sempre uma rotina rigorosa para evitar problemas à saúde. A preocupação de “glutamina efeitos colaterais” não é alarmante, mas todo excesso pode causar danos ao organismo.

Treino, dieta e descanso

Por fim, como diz o velho ditado “uma andorinha só não faz verão”. Por isso, a glutamina por si só não pode fazer milagres. Seus benefícios são sentidos sempre em combinação com uma dieta balanceada e rica em nutrientes e com boas horas de sono incluídas na sua rotina. O descanso é importante para uma série de vias metabólicas envolvidas diretamente com o aumento da massa muscular. Além disso, o foco no treino deve estar sempre ao seu lado. Só uma rotina de exercícios consegue trazer os resultados que você espera ao longo do tempo.