Flavonoides: entenda o que são e quais os seus benefícios

Você já ouviu falar nos flavonoides? Eles estão presentes em diversos alimentos, como frutas e hortaliças, e fazem parte de uma alimentação saudável e funcional, gerando benefícios ao organismo.

Sabe as cores lindas e vibrantes dos vegetais? Os flavonoides são os responsáveis por elas. Além disso, eles cumprem outras funções nas plantas e ajudam a nossa saúde — na prevenção de doenças, por exemplo.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura deste post, pois é a respeito disso que falamos aqui!

O que são e para que servem os flavonoides?

Eles são os pigmentos existentes nas plantas que, além de dar o tom, atuam no mecanismo de defesa contra os predadores, atraem os insetos polinizadores, filtram os raios solares ultravioletas, entre outras atribuições.

Para os humanos, eles também são muito úteis, já que são capazes de ajudar o organismo a funcionar melhor e, consequentemente, tratar e prevenir doenças. Dessa maneira, eles são muito bem-vindos por quem quer ter uma saúde melhor.

Em quais alimentos os flavonoides podem ser encontrados?

Como dissemos, eles são compostos encontrados nas plantas. Portanto, frutas, verduras, legumes, cereais, leguminosas e oleaginosas que fazem parte de uma alimentação saudável contêm os flavonoides. Bons exemplos de alimentos ricos nessa substância são:

  • uva, morango, maçã, romã, framboesa e outras frutas de coloração vermelha;

  • brócolis, espinafre, couve, alho, cebola;

  • nozes, soja, linhaça, feijão;

  • vinho tinto, chás, chocolate (cacau) e muito mais.

Quais são os tipos de flavonoides?

Existem alguns tipos de flavonoides, sendo que cada grupo age e gera benefícios diferentes ao nosso organismo. Por isso, é interessante aprender quais são eles para saber exatamente o que se está consumindo e o que de bom o alimento oferece à saúde.

Flavonas

Têm poderes antioxidantes, e isso significa que combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce. As fontes de flavonas são aipo, salsa, pimenta e outras ervas.

Antocianidinas

Também é um antioxidante poderoso na prevenção e no tratamento da obesidade, de enfermidades do coração e diabetes. Você pode encontrar antocianidinas em frutas vermelhas — como morangos e cerejas —, uvas, ameixas e no vinho tinto.

Flavanonas

Eles são encontrados em abundância nas frutas cítricas, como limão, laranja, tangerina e outras. Com ação anti-inflamatória, ajudam a reverter a inflamação crônica do corpo e beneficiam a saúde cardiovascular.

Isoflavonas

Esse é um dos flavonoides mais conhecidos. É o composto existente na soja e em outras leguminosas que têm ação parecida com o hormônio feminino estrogênio no organismo. Assim, ele ajuda a prevenir câncer hormonal e amenizar os sintomas da menopausa.

Flavonois

Seus benefícios são bem amplos, já que funcionam como anti-inflamatórios e antioxidantes. Seu consumo está associado à prevenção de doenças crônicas, como obesidade e diabetes. São encontrados na cebola, no alho, na couve, no brócolis, nas maçãs e em outras fontes.

Catequinas

Eles trazem vantagens importantes para a saúde, como a redução do colesterol no sangue, e são úteis para reduzir os sintomas de fadiga crônica — condição em que a pessoa está sempre indisposta. Estão presentes nos chás, cacau, vinho tinto, maçãs, uvas e feijão.

Quais são os benefícios dos flavonoides?

Já deu para perceber os vários benefícios dos flavonoides, não é mesmo? Neste tópico fomos além e contamos para você outras tantas vantagens que o consumo regular dessa substância gera para o organismo. Acompanhe!

Protegem os ossos

Consumir flavonoides previne a osteoporose e as fraturas por perda de massa óssea. Isso acontece porque as isoflavonas encontradas na soja melhoram a resistência dos ossos, especialmente na pós-menopausa.

Junto aos músculos, os ossos dão sustentação ao corpo e são essenciais para a movimentação. Manter a integridade da massa óssea também é benéfico para quem pratica atividades físicas.

Combatem as células cancerígenas

Você sabia que os flavonoides são capazes de inibir uma enzima responsável pela sobrevivência das células cancerosas? Inclusive, os presentes na cebola ajudam a combater a propagação dessas células no fígado e no cólon.

Ajudam na saúde do coração

Quanto maior é o consumo de flavonoides, menores são as chances da pessoa desenvolver uma doença cardíaca. Essas substâncias bloqueiam a oxidação das lipoproteínas, diminuindo a formação de placas de gorduras nas paredes das artérias — o que ajuda na prevenção da hipertensão e do infarto.

Além disso, a boa saúde do coração é essencial para os praticantes de atividades físicas, já que ela faz parte do condicionamento físico. Quanto melhor for a saúde do coração, mais resistência o corpo tem na execução dos exercícios.

Auxiliam na saúde bucal

Para ter dentes bonitos e fortes é preciso ter as gengivas saudáveis, e os flavonoides podem contribuir para isso. Os presentes no cranberry, por exemplo, conseguem diminuir as doenças infecciosas e as inflamações nas gengivas e na boca.

Favorecem o controle do peso

A inflamação crônica é uma condição em que o organismo está com o sistema imune sempre ativado. Uma das consequências desse problema é o ganho de peso. Por conta de alguns tipos de flavonoides agirem como anti-inflamatórios, eles também podem ajudar a controlar o peso corporal.

Isso é fundamental para quem quer manter a boa forma e melhorar a composição corporal. Ou seja, se a sua intenção é perder gordura, os flavonoides são grandes aliados.

Previnem o envelhecimento precoce

O envelhecimento precoce nada mais é do que a morte prematura das nossas células. Ele é causado principalmente pelos radicais livres. Felizmente, a natureza oferece os antioxidantes para combater esses compostos, sendo que os flavonoides também têm essa função.

Há uma relação entre o aumento da produção dos radicais livres e as atividades físicas por conta do alto consumo de oxigênio dos exercícios. Por esse motivo, quem treina pesado deve ingerir os antioxidantes e flavonoides para prevenir o envelhecimento precoce.

Como consumir flavonoides?

Quem tem uma dieta rica e variada em vegetais naturalmente consome muitos flavonoides. A ingestão diária recomendada para um adulto é de 20mg a 1g da substância.

Para garantir os benefícios que esses compostos geram para o organismo, é necessário incluir na alimentação os alimentos-fonte. Variando o cardápio você consegue obter os diversos tipos de flavonoides.

Existem suplementos com esse composto?

Sim, existem. Para quem tem o dia a dia muito agitado e não consegue ingerir muitos vegetais por dia ou necessita de uma quantidade maior de flavonoides, os suplementos alimentares são de grande ajuda.

A ingestão acima do recomendado não prejudica a saúde. No entanto, para saber como adequá-la à sua dieta, conforme as necessidades nutricionais do seu corpo, consulte um nutricionista para prescrever a dose certa.

Os flavonoides são pigmentos encontrados nos vegetais e que exercem funções tanto nas plantas quanto no nosso organismo. Para nós, eles previnem e tratam doenças, como obesidade, cardiopatias, diabetes e muitas outras. Por isso, é interessante incluí-los na dieta para usufruir de todos os seus benefícios.

Gostou do post? Que tal saber das nossas novidades em primeira mão? Assine agora mesmo a nossa newsletter e receba-as diretamente no seu e-mail!