proteína vegetal

Proteína Vegetal

A proteína vegetal é uma alternativa para as pessoas adeptas ao veganismo. O suplemento vegetal é um produto totalmente feito com proteínas vegetais que proporcionam um melhoramento físico e na massa muscular. Sendo ideal para atletas, pessoas adeptas ao veganismo e pessoas com uma rotina de treino que querem manter uma alimentação mais nutritiva e sem adição de proteína animal no corpo.

Quando se é adepto a uma dieta sem carne, a alimentação fica mais restritiva, inclusive na ingestão de proteína que ajuda a aumentar o desempenho físico e a ganhar massa.

Por ser um produto de origem vegetal, proporciona uma fonte saudável de energia e de benefícios como: auxilia na saúde mental, física, em prevenção e controle de doenças, por exemplo, que contribuem para melhor funcionamento, crescimento e manutenção do organismo.

  1. O que é Proteína Vegetal?
  2. Suplemento à base de soja
  3. Suplemento à base de arroz
  4. Suplemento à base de ervilha
  5. Quais são os benefícios da proteína vegetal?
  6. Para que serve a proteína vegetal?
  7. Para quem é indicada a proteína vegetal?
  8. Como tomar a proteína vegetal?
  9. Quando tomar proteína vegetal?
  10. Quantidade diária recomendada de proteína vegetal?

O que é Proteína Vegetal?

A proteína vegetal é feita à base de soja, ervilha ou arroz, no qual é muito utilizado por atletas e pessoas que têm uma rotina de exercícios físicos, auxiliando na performance e condicionamento físico, aumentando a energia, força e resistência.

O suplemento vegetal também pode ser consumido por pessoas que têm algum tipo de alergia à glúten ou intolerância à lactose. A proteína vegetal consegue contribuir com seu alto teor de nutrientes (aminoácidos essenciais) necessários que ajudam a manter o corpo saudável.

Essas proteínas vegetais são encontradas geralmente em leguminosas como ervilha, lentilha, feijão, grão de bico; nos cereais como o arroz e em oleaginosas que são as castanhas, nozes e amêndoas. O segredo para manter uma alimentação balanceada e ter todos os aminoácidos essenciais é combinar proteínas vegetais ao consumir alimentos veganos para ter mais rendimento físico, disposição, fortalecimento do sistema imunológico e combater a fadiga e lesões.

A proteína vegetal é um grande reforço alimentar para quem treina ou para quem precisa repor ou complementar nutrientes em sua dieta.

Suplemento à base de soja

A proteína vegetal da soja é produzida com proteína de soja e, se comparado com o whey protein, produzido do soro do leite, consegue resultados similares com a prática de atividades físicas regulares, de acordo com pesquisa publicada na revista Revela.

A inclusão do suplemento de proteína à base de soja em conjunto com sua alimentação e prática de atividade física, auxilia na redução de peso, percentual de gordura, aumenta a massa magra e força. Além de apresentar algumas singularidades na diminuição dos níveis de colesterol e triglicerídeos.

Em relação ao ganho de massa magra a partir do consumo do suplemento à base de soja, o aumento foi de 1,4 a 0,6 kg por causa dos aminoácidos presentes na soja e que possuem características de fácil digestão, interferindo na absorção de nitrogênio no corpo, que cuida do processo do tecido muscular.

Outro destaque é que a proteína de soja é boa para hipertrofia em veganos. Embora não atinja o mesmo aumento de massa muscular que o whey protein oferece (de 2,9 a 1,6 kg), não interfere na performance e no crescimento de massa muscular.

A proteína de soja ainda apresenta um teor alto de arginina e L-tirosina, além de uma absorção de nutrientes mais rápida.

Suplemento à base de arroz

O suplemento feito à base de proteína de arroz também apresentou resultados satisfatórios em outra pesquisa realizada na Universidade Federal de Pernambuco, que testou a composição corporal e o desempenho físico.

No resultado do teste, foi demonstrado que as pessoas que consumiram o suplemento à base de arroz tiveram um crescimento considerado significativo na quantidade de ganho de massa magra, além de diminuição no percentual de gordura corporal.

Outro ponto registrado foi o aumento da espessura da musculatura dos bíceps e 26 quadríceps entre o intervalo de pré-treino e pós-treino. A proteína vegetal feita com proteína de arroz também é eficiente para ganho de massa.

O ganho de massa acontece devido ao suplemento à base de arroz ter um alto teor de aminoácidos denominados ramificados – metionina e leucina –, que ajudam na regeneração das células musculares. Entretanto, não tem lisina, e, por isso, é necessário complementar a alimentação para obtê-la.

Suplemento à base de ervilha

Outro tipo de suplemento vegano que se destaca é o produzido com a proteína da ervilha que com seu consumo regular e aliado a uma série de atividades físicas, apresenta ganhos musculares e aumento de força.

A proteína de ervilha auxilia no crescimento da espessura do músculo do bíceps e da circunferência do braço. Tanto contraído, quanto relaxado, o aumento é contínuo, colaborando para ganhos consideráveis de massa muscular.

O aumento de massa muscular ocorre porque é uma proteína rica em ferro, zinco, BCAA e possui grande quantidade de lisina. Essa proteína também auxilia os hipertensos, pois tem arginina, que ajuda a diminuir a pressão arterial, mas apresenta baixos índices de metionina, tendo de suprir por meio de outros grãos ou sementes.

A pesquisa da Federal de Pernambuco destacou a avaliação de qualidade nutricional da leguminosa, que mostrou uma parcela proteica similar à caseína, albumina, proteínas da carne e da soja, tendo também uma alta qualidade biológica.

Além disso, possui uma grande vantagem: não acumula fatores denominados antinutricionais, o que significa que não sofre interferências em sua digestão, absorção e disponibilidade de nutrientes.

Quais são os benefícios da proteína vegetal?

A proteína vegetal aliada a exercícios e refeições balanceadas, traz todos os benefícios das proteínas vegetais, pois contém aminoácidos essenciais, capazes de auxiliar de forma saudável a manutenção do corpo. Veja alguns dos seus benefícios.

  • Aumento de massa.
  • Aumento de força e potência.
  • Auxilia no aumento de energia.
  • Reduz a fadiga e as lesões.
  • Auxilia em doenças crônicas.
  • Ajuda em doenças cardíacas.
  • Auxilia em doenças neurológicas.
  • Auxilia na manutenção da saúde mental.
  • Melhora o desempenho físico.
  • Fortalecimento do sistema imunológico.
  • Melhora a disposição.

Para que serve a proteína vegetal?

A proteína vegetal auxilia no aumento de massa muscular, força e potência, aliado à prática de exercícios físicos e alimentação balanceada. Além disso, as proteínas contidas no suplemento são responsáveis por algumas funções dentro do organismo, atuando como anticorpos, hormônios, no transporte do oxigênio e no tecido muscular.

No tecido muscular, as proteínas atuam a partir do momento que os músculos sofrem estresse devido os treinos intensos e acabam tendo pequenas lesões, com a ingestão da suplementação de forma regular, esse tecido é restaurado por meio da síntese proteica e da recuperação muscular, assim o músculo ficará mais forte e maior.

O aumento da massa muscular acontece devido as proteínas serem responsáveis pelo seu crescimento e desenvolvimento, entram em ação quando as proteínas conseguem suprir as cargas energéticas necessárias que o indivíduo precisa ao fazer algum treino pesado, mas agem naturalmente no organismo atendendo as necessidades de quem tem uma rotina de treino diária

Embora os suplementos veganos sejam mais vistos pelo público que pratica exercícios físicos, treinos e musculação e que não consomem alimentos de origem animal, o produto também pode ser consumido por vegetarianos e veganos que não tenham uma rotina de treino, podendo acrescentar o suplemento em receitas veganas, tornando-as mais nutritivas.

Para quem é indicada a proteína vegetal?

A proteína vegetal é indicada, principalmente, para quem precisa suplementar a quantidade de proteínas em sua dieta. Pessoas que possuem deficiência desse nutriente, veganos, praticantes de musculação e atletas de alto desempenho são os principais consumidores de proteína vegetal.

Como tomar a proteína vegetal?

A proteína vegetal é um produto que atletas, adeptos e não adeptos de uma rotina de treinos e exercícios físicos podem consumir, sendo ingerido durante o dia, entre as refeições e depois dos treinos.

Leve em consideração sexo, idade, peso, hábitos alimentares, se tem ou não hipertensão, qual é o tipo e a duração do treino etc. O ideal é consultar um profissional da área, para ter uma melhor orientação e obter resultados eficazes para sua meta, traçando um plano nutricional.

Assim, o profissional de nutrição auxilia na quantidade de ingestão diária, horário e quantas vezes ao dia se deve tomar o suplemento vegano, obtendo equilíbrio e absorvendo todos os nutrientes necessários para ter um ritmo de vida mais saudável.

Quando tomar proteína vegetal?

O consumo do depende da sua expectativa de resultado. Para aumentar a força e recuperar as fibras musculares, o mais indicado é a ingestão da proteína vegetal logo após o treinamento físico. Agora, se o seu objetivo é aumentar o fluxo de aminoácidos ao músculo durante o treino, recomenda-se o consumo antes do exercício.

Quantidade diária recomendada de proteína vegetal?

A quantidade diária de proteína vegetal em geral é de 20 a 40 g por dia, que pode ser diluído em água, suco de frutas ou adicionado às frutas. No entanto, esse valor varia de acordo com o estado de saúde, a idade, o gênero, o peso e a intensidade da atividade física. É importante ressaltar a importância de um acompanhamento nutricional especializado para definir o quanto seu corpo precisa de Proteína vegetal diariamente.

Referências:
SANTOS, Silvana Silva dos; FILHO, Solival José de Almeida Santos; ENJIU, Lucas Maceratesi E; BAPTISTA, Andreia Salvador Baptista; SANTOS, Estefania de Araujo; MORAIS, Milena Pedro de; GIANONI, Rodrigo Luiz da Silva; SIMÃO, André Luciano; TRIGO, Elke Lima; JÚNIOR, Luiz Carlos Carneval. A SUPLEMENTAÇÃO COM PROTEÍNA DA SOJA PARA A HIPERTRO MUSCULARFIA. SUPLEMENTAÇÃO COM PROTEÍNA DA SOJA, [S. l.], n. 22, p. 1-24, 11 julho. 2018. Acesso em: 11 set. 2021.

SIMÕES, Patrícia Miller. PROTEÍNA VEGETAL PARA SÍNTESE PROTEICA E HIPERTROFIA MUSCULAR: UMA REVISÃO DA LITERATURA. PROTEÍNA VEGETAL PARA SÍNTESE PROTEICA E HIPERTROFIA MUSCULAR: UMA REVISÃO DA LITERATURA, UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO, p. 1-34, 20 nov. 2019. Acesso em: 13 set. 2021.

ALVES, Eloize da Silva; SILVA , Luciana Alves da; SAQUETI, Bruno Henrique Figueiredo; ARTILHA, Carla Adriana Ferrari; SILVA, Denise de Moraes Batista da; SOUSA, Luana Cristina Silva de; SCAPIM, Monica Regina da Silva; VISENTAINER , Jesui Vergílio. Proteínas vegetais como alimentos funcionais. Proteínas vegetais como alimentos funcionais, [S. l.], p. 1-11, 5 fev. 2020. Acesso em: 13 set. 2021.

NUTRIVEG. 9 perguntas sobre nutrição vegetariana. In: 9 perguntas sobre nutrição vegetariana. [S. l.], [S. D.]. Acesso em: 13 set. 2021.

BAPTISTA, Juliana. Qual é a diferença entre o whey protein e o whey vegano?. In: Qual é a diferença entre o whey protein e o whey vegano?. Portal Globo – G1, 18 nov. 2020. Acesso em: 14 set. 2021.

NUTRITION JOURNAL. International Society of Sports Nutrition Position Stand: protein and exercise: protein and exercise. In: NUTRITION JOURNAL. International Society of Sports Nutrition Position Stand: protein and exercise: protein and exercise. [S. l.], 20 jul. 2017. Acesso em: 14 set. 2021

SUPLEMENTO de proteína vegetal tem a mesma eficácia que o whey protein?. [S. l.], 19 jun. 2018.Acesso em: 1 out. 2021.

MADRUGÃO SUPLEMENTOS. WHEY PROTEIN VEGANO. [S. l.], 1 out. 2021. Acesso em: 1 out. 2021.