O que é xilitol e como usar em suas receitas

Diogo Círico 23/08/2023

Xilitol: você sabe o que é?

Conheça mais sobre o melhor adoçante disponível do mercado e como e onde você pode utilizá-lo!

O açúcar branco é um dos maiores problemas das dietas, assim como da saúde, em geral, principalmente por contribuir para o avanço de algumas doenças graves, como a diabetes. Então, com o passar do tempo, algumas alternativas mais saudáveis apareceram no mercado, sendo o xilitol uma das melhores opções disponíveis.

Desse modo, o açúcar refinado tem sido substituído das mesas e receitas de muitas pessoas, uma vez que já conhecemos mais sobre os seus malefícios e perigos para a saúde ao consumí-lo em excesso. Pesquisas apontam que, hoje, o açúcar é um verdadeiro problema para a saúde pública, e especialmente para quem busca perder peso.

Por isso, para ter uma rotina mais saudável e bons hábitos alimentares, conheça um pouco mais sobre o que é xilitol, suas propriedades e seus benefícios.

Sumário

O que é xilitol?

Com um sabor doce semelhante ao do açúcar branco, o xilitol é, geralmente, bem-aceito nas substituições do açúcar. Também chamado de poliálcool ou álcool de açúcar, ele é o que há de mais moderno e benéfico para a saúde dentro do mercado dos adoçantes.

O xilitol tem sido utilizado como um substituto da sacarose, o popular açúcar de mesa, por diversas pessoas e até mesmo em produtos alimentícios. Com suas variadas aplicações, é bastante tolerado por diabéticos e pode substituir completamente o açúcar branco.

Vale destacar que, quando o assunto é adoçante, a categoria é dividida em duas partes: os artificiais, feitos sinteticamente em laboratórios e que não são encontrados na natureza, e os naturais, que, apesar de produzidos em indústrias e laboratórios, são encontrados em plantas e alimentos.

O xilitol pode ser encontrado em algumas frutas e alguns vegetais, por isso, é um adoçante natural. Além disso, também é um produto vegano.

Para que serve o xilitol?

O xilitol conta com menos 40% de calorias em comparação à sacarose. Portanto, é liberado para os diabéticos, uma vez que, diferentemente dos outros carboidratos, não precisa da insulina para ser metabolizado.

Isso quer dizer que o xilitol pode ser consumido por quem sofre de diabetes tipo 1 ou tipo 2, pessoas que procuram emagrecer e quem deseja uma rotina mais saudável.

Além da vantagem calórica em relação a outros tipos de adoçante, da semelhança do sabor residual ao adoçar os alimentos e de ser um produto natural que pode ser utilizado por diabéticos, o xilitol também é usado em receitas — por suportar altas temperaturas, ele pode ser incluído em preparações culinárias.

O adoçante também é cada vez mais comum em produtos da indústria, sendo utilizado em gomas de mascar, balas e até mesmo em alguns produtos de higiene bucal.

Do que é feito o xilitol?

Por ser um adoçante natural, o xilitol pode ser encontrado em alguns vegetais (como o milho), frutas (principalmente as vermelhas, como ameixa e framboesa) e cogumelos. Porém, a concentração é pequena, algo em torno de 900mg a 100g, o que torna a sua extração um processo complexo.

Depois de extraído, o xilitol se torna um pó branco e cristalino, sem cheiro e com um ótimo poder dulçor, capaz de ser utilizado em diversos alimentos e receitas.

Além disso, diferentemente do açúcar branco, ele tem zero frutose em sua composição e produção, então nenhum dos efeitos nocivos da sacarose se aplicam à substância.

Como utilizar o xilitol nas receitas?

Uma das dificuldades de quem está procurando cortar o açúcar ou convive com a diabetes é encontrar substitutos para a preparação de alimentos. No entanto, como mencionamos, uma das principais vantagens do xilitol é a sua diversidade e possibilidade de ser utilizado de vários modos.

Por ser uma alternativa natural derivada da matriz de vegetais, apresenta um bom potencial adoçante e pode ser utilizado nas mais variadas preparações culinárias, pois não tem sódio em sua composição e resiste a altas temperaturas. Ou seja, suas receitas favoritas podem ser adaptadas para uma versão menos calórica e sem sacarose.

Ademais, o xilitol mantém o sabor doce mesmo após ser exposto a temperaturas elevadas, mantendo o volume e a textura ideais. Sua forma de cozimento é bem parecida com a do açúcar, mas é preciso ter em mente que os resultados nem sempre são iguais. Por exemplo: o alimento pode ficar um pouco mais escuro, dependendo da maneira que for feito.

O xilitol é uma ótima opção para fazer caldas, sendo fácil de incorporá-lo em bebidas, doces, como pudins, tortas e quindim, e as demais receitas do seu dia a dia, como um delicioso bolo de chocolate low carb.

Para quem é indicado o uso do xilitol?

Como visto, por ser um adoçante natural e com menos calorias, o xilitol não é indicado apenas para quem está em dietas de perda de peso ou diabéticos. Na verdade, ele é recomendado para qualquer pessoa que procura outra alternativa para o consumo do açúcar branco ou dos demais adoçantes, uma vez que o sabor nem sempre é dos mais agradáveis.

Em geral, o xilitol não tem contraindicações, podendo ser consumido por grávidas e diabéticos, uma vez que possui um índice glicêmico baixo e não provoca picos de glicose e nem de insulina.

Além disso, pesquisas recentes apontam que o uso do xilitol pode estar relacionado a diversos benefícios clínicos.

De forma geral, a recomendação é usar a mesma proporção do açúcar comum, ou seja, se você precisa de uma colher de chá para adoçar o cafezinho, deve utilizar esta mesma medida do xilitol.

No entanto, não é recomendado exceder o consumo do adoçante, uma vez que a ingestão em excesso pode causar pequenos desconfortos intestinais.

Outro ponto importante é lembrar que, ainda que seja uma ótima alternativa à sacarose, principalmente em dietas saudáveis, o ideal é aproveitar os sabores naturais dos alimentos.

Xilitol é saudável?

Por ser natural, uma vez que é extraído a partir das fibras de algumas plantas, o xilitol é uma opção mais saudável para quem busca matar a vontade de comer uma sobremesa sem recorrer a preparos adicionados de açúcar branco.

Mas, apesar de ser benéfico para o corpo, é preciso ressaltar que, assim como qualquer outro alimento ou substância, o xilitol deve ser utilizado com moderação.

Muitos dentistas também defendem o uso do xilitol, uma vez que ele é importante para a saúde bucal. Por não ser fermentado pelos micro-organismos da flora bucal, o adoçante natural tem um efeito positivo na remineralização dos dentes e na prevenção das cáries.

Quais são os benefícios do xilitol?

O xilitol é um adoçante natural que tem diversas vantagens, especialmente se comparado ao açúcar branco, que não oferece benefícios à saúde. Então, confira alguns dos pontos positivos dessa substância:

  • menos calorias; 
  • não aumenta os níveis de açúcar no sangue;
  • pode ser utilizado por diabéticos e quem procura diminuir o peso;
  • ajuda a prevenir cáries;
  • sabor doce, muito semelhante ao açúcar; 
  • ajuda na estimulação do colágeno;
  • pode ser utilizado em preparos culinários.

Em geral, quando alguém procura um adoçante para substituir o açúcar branco, além de buscar algo com menos calorias, o gosto é um dos pontos importantes.

Por isso, com seu gosto menos amargo e bem semelhante ao do açúcar, o xilitol possui uma aceitabilidade maior, podendo ser incluído na rotina e na dieta de qualquer pessoa.

Quais são os malefícios do xilitol?

Como mencionado, a dose diária não deve passar da indicada pelo nutricionista. De modo geral, o recomendado é consumir até 60g por dia.

Se houver excesso, a pessoa poderá ter alguns efeitos indesejados, como: efeito laxativo do xilitol e chegando a deixar o estômago mais irritadiço. Em alguns casos, pode gerar gases e desconforto intestinal, algo que talvez seja sentido com mais intensidade por pessoas celíacas ou com intolerância à lactose.

Além disso, mesmo com menos porcentagem de caloria em comparação ao açúcar branco, ele também poderá ocasionar o aumento de peso se for introduzido na dieta em quantidades exageradas.

No entanto, como visto, se usado corretamente, o xilitol é uma ótima alternativa para substituir o açúcar branco. As receitas low carb e para diabéticos, em especial, utilizam bastante essa opção.

Ademais, é possível adaptar receitas de bolos, sorvete, pudim, tortas de fruta, cupcakes, geleias e muito mais! São incontáveis os preparos em que você pode substituir o açúcar refinado pelo xilitol.

Esse produto é extremamente versátil e tem se tornado cada vez mais popular. Então, acompanhe o nosso blog e fique por dentro das novidades e das receitas que você pode experimentar com o xilitol!

Referências:

1 – FRANÇOSO, Larissa. Xilitol: um edulcorante diversificado e benéfico para a saúde humana — Uma Revisão Bibliográfica. UNESP. 2015. Acesso em: 21 ago. 2022. 

2 – MUNEROL, Aline; GLOWKA, Hérica; SANTOS, Maisa; LINS, Polyana. Açúcar e seus substitutos: um breve panorama. Universidade Federal de Santa Catarina. 2021. Acesso em: 21 ago. 2022. 

3 – GROWTH. Xylitol 250g. Disponível em: https://www.gsuplementos.com.br/xylitol-250gr-growth-supplements-p987834?busca=xilitol. Acesso em: 21 ago. 2022.

Visitado 137 vezes, 4 visita(s) hoje.
Diogo Círico

Diogo Círico

Nutricionista

Graduado em nutrição em 2007 pela Faculdade Assis Gurgacz, pós-graduação em Nutrição e Atividade Física - 2012, pós-graduação em Nutrição Funcional Esportiva - 2017, desde o inicio buscou destinar suas atividades à nutrição esportiva e também a área de tecnologia de alimentos. À frente das ações técnicas da industria Growth Supplements desde sua criação, já somam-se mais de 10 anos de dedicação, trabalho e pesquisas laboratoriais no desenvolvimento de novos produtos. Hoje suas ações como nutricionista dividem-se entre assessoraria de alguns atletas patrocinados pela Growth Supplements, redação de material técnico cientifico como estes disponíveis no blog GSuplementos e também na liderança da equipe de técnica Growth Supplements . Diogo Cirico; Nutricionista esportivo CRN 10 - 2067