Treinamento funcional: o que é e como funciona?

Leandro Twin 25/09/2023

Se você busca um tipo de treinamento prático e eficiente, o treinamento funcional pode ser um ótimo aliado nesse sentido. Esse tipo de treinamento tem uma abordagem de exercício dinâmica e versátil, projetada para engajar vários grupos musculares em um único movimento. 

Os benefícios do treinamento funcional vão além do fortalecimento muscular convencional. Além de otimizar o tempo de exercício, ele também promove a melhoria da coordenação, do equilíbrio e da postura. E os benefícios não param por aí! Confira o texto a seguir e saiba tudo sobre essa modalidade de treino. 

Sumário

O que é treinamento funcional?

O treinamento funcional é uma modalidade de exercícios que se concentra em melhorar a funcionalidade do corpo, capacitando-o a executar atividades do dia a dia com mais eficiência e segurança. Ao contrário dos treinos tradicionais que podem isolar músculos específicos, o treinamento funcional envolve movimentos mais dinâmicos e integrados.

A principal ideia por trás do treinamento funcional é desenvolver a capacidade do corpo de se mover de maneira coordenada e equilibrada, utilizando múltiplos grupos musculares em conjunto. Isso ajuda a aprimorar a força, a resistência, a flexibilidade, a agilidade e a estabilidade de forma holística. 

Dessa forma, em vez de focar apenas a aparência física, o treinamento funcional valoriza o movimento, o que pode resultar em benefícios tangíveis para a vida diária e o desempenho atlético. E o melhor: ele pode ser adaptado a diferentes níveis de condicionamento físico e objetivos.

Como funciona o treinamento funcional?

O treinamento funcional funciona por meio de exercícios que envolvem movimentos naturais do corpo, como agachar, empurrar, puxar, girar e saltar. Esses exercícios são projetados para melhorar a estabilidade, mobilidade, força e equilíbrio de maneira global. 

Uma característica fundamental desse tipo de treino é a ênfase no uso do peso corporal, além de equipamentos, como bolas medicinais, cordas, kettlebells e pranchas de equilíbrio. Isso ajuda a criar um ambiente de treino desafiador e variado, que estimula a coordenação entre músculos, tendões e articulações. 

Para quem o treinamento funcional é indicado?

O treinamento funcional é indicado para uma ampla gama de pessoas, independentemente do nível de condicionamento físico ou da idade. Ele é especialmente benéfico para aqueles que buscam uma abordagem mais dinâmica e abrangente para o condicionamento físico. Dessa forma, é indicado para:

  • atletas e esportistas;
  • indivíduos ativos;
  • pessoas em reabilitação física;
  • iniciantes;
  • pessoas com pouco tempo para treinar;
  • pessoas que buscam variedade no treino;
  • pessoas que desejam fortalecer o condicionamento físico em geral.

Vale ressaltar que antes de iniciar qualquer programa de treinos funcionais, é recomendável consultar um profissional de educação física ou um médico, especialmente se você tem algum histórico de lesões ou condições de saúde específicas.

Quais exercícios fazem parte do treinamento funcional?

O treinamento funcional abrange uma variedade de abordagens e modalidades que visam melhorar a força, resistência, equilíbrio, coordenação e flexibilidade, utilizando movimentos funcionais do dia a dia. Confira os principais tipos de treinamento funcional:

  • circuitos funcionais: envolvem realizar uma série de exercícios em sequência, geralmente com estações diferentes. Cada estação foca um grupo muscular ou habilidade específica, proporcionando um treino completo num curto período;
  • treinamento com peso corporal: utiliza o peso do próprio corpo como resistência, incluindo exercícios, como flexões, agachamentos, burpees e pranchas. É uma ótima opção para desenvolver força e resistência muscular;
  • treinamento de alta intensidade (HIIT): alternância entre períodos de exercício de alta intensidade e recuperação ativa ou descanso. O HIIT é eficaz para queimar calorias, melhorar o condicionamento cardiovascular e aumentar a resistência;
  • treinamento com equipamentos: utiliza diversos equipamentos, como bolas medicinais, kettlebells, elásticos e TRX, para desafiar a estabilidade, força e mobilidade;
  • treinamento de mobilidade e flexibilidade: foca melhorar a amplitude de movimento das articulações e a flexibilidade muscular, ajudando a prevenir lesões e melhorar a postura;
  • treinamento de agilidade: inclui exercícios que trabalham a agilidade, a velocidade de reação e a coordenação, muitas vezes utilizando cones, escadas de agilidade e obstáculos;
  • treinamento de equilíbrio e coordenação: concentra-se em exercícios que desafiam o equilíbrio e a coordenação, como o uso de bolas instáveis, pranchas de equilíbrio e movimentos unilaterais.

Cada tipo de treinamento funcional oferece benefícios específicos, e a escolha dependerá dos objetivos individuais, do nível de condicionamento físico e das preferências pessoais. 

Benefícios do treinamento funcional

O treinamento funcional oferece uma série de benefícios significativos para a saúde e o condicionamento físico. O principal deles está relacionado ao fortalecimento geral do corpo, seja para fins de preparação física para alguma atividade de maior força, seja para evitar o sedentarismo cotidiano.

Por trabalhar vários grupos musculares ao mesmo tempo, o treinamento funcional contribui para um desenvolvimento equilibrado da força em todo o corpo, uma prática essencial para evitar lesões e mesmo o desgaste dos músculos ao longo da vida.

Além disso, os movimentos amplos e variados da modalidade ajudam a melhorar a flexibilidade e a mobilidade das articulações, reduzindo a rigidez e melhorando a amplitude de movimento. Por fim, o treinamento funcional é uma excelente forma de otimizar o treino, já que pode combinar diversos grupos musculares em um único exercício.

A diversidade de exercícios e a abordagem dinâmica do treinamento funcional tornam os treinos mais interessantes e desafiadores, contribuindo para a motivação e o engajamento.

Treinamento funcional emagrece?

Sim, o treinamento funcional pode ser eficaz para auxiliar no emagrecimento. No entanto, é importante entender que a perda de peso envolve uma combinação de fatores, incluindo a dieta, o gasto calórico total e a criação de um déficit calórico. Ainda assim, esse tipo de treinamento pode ser um aliado e tanto no processo de perda de peso.

Isso porque o treinamento funcional geralmente envolve exercícios de alta intensidade que elevam a frequência cardíaca, resultando em um aumento na queima de calorias durante e após o treino. Isso contribui para a criação de um déficit calórico necessário para a perda de peso.

A intensidade dos exercícios funcionais pode levar ao aumento do gasto energético pós-treino, conhecido como EPOC (excesso de consumo de oxigênio pós-exercício), que continua a queimar calorias mesmo após o término do treino. Além disso, a combinação de exercícios variados e desafiadores ajuda a estimular o metabolismo.

Referências:

SMARTFIT. Benefícios do Treinamento Funcional. Acesso em: 07/08/2023

SLADE FITNESS. Treinamento Funcional: Entenda como funciona e os benefícios da prática. Acesso em: 07/08/2023

GREEN LIFE ACADEMIAS. Treinamento Funcional: Como funciona e para quem é indicado. Acesso em: 07/08/2023

Isto foi útil?

Obrigado pelo seu feedback!
Visitado 230 vezes, 1 visita(s) hoje.
Leandro Twin

Leandro Twin

Assessor Esportivo

Meu nome é Leandro Lourenço Oliveira de Lima, sou Assessor Esportivo há mais de 10 anos, com quase 500 casos de sucesso. Trabalho tanto online para o mundo inteiro, quanto presencial em minha clínica em Moema (São Paulo). Ministro cursos, sou palestrante e também autor do livro “abdômen definido, como chegar lá?”. Sempre sonhei em ser professor e por ter um histórico de obesidade vencido pela musculação, me encantei e me dedico todos os dias para fazer isso para outras pessoas. Sou graduado em educação física (CREF: 128544-G/SP) e pedagogia. Julgo-me uma pessoa bastante realizada profissionalmente e agradeço a vocês a oportunidade a cada dia de eu me realizar ainda mais. Obrigado!