Dieta milagrosa existe? Thiago Santisteban responde!

Para entender o surgimento dessas dietas milagrosas é preciso analisar a história e entender o que motiva as pessoas. Desde o século passado, existe essa busca pelo corpo ideal. Claro que, nessa época, os objetivos eram um pouco diferentes.

As mulheres tinham que ser magras para serem reconhecidas como dentro do padrão de beleza. Já os homens tinham que ser gordinhos, isso era sinal de boas condições financeiras e de saúde.

O pensamento foi evoluindo

 

Com o passar dos anos, principalmente na década de 70, começa a busca pelos “ginásios” (nome para as academias da época) e com isso, as dietas para potencializar os resultados.
Nesta época, estes ginásios ainda eram muito restritos a homens. Era comum eles seguirem as dietas que circulavam nas revistas americanas que chegavam com atraso ao Brasil.

Na década de 90, o cenário começa a mudar. Grandes academias são construídas no país, as mulheres ganham seu espaço, as mídias se interessam pelo assunto e os médicos começam a se aprofundar nesse mundo. Assim cresce o número de nutricionistas, profissão até então pouco requisitada.

Com o boom das academias e das mídias sociais, surgem as famosas dietas milagrosas para a busca do corpo perfeito. O ser humano tem essa tendência a procurar pelo caminho mais fácil. Isso faz com que pessoas da mídia e até profissionais da área se aproveitem para tirar proveito.

A dieta prática que funciona

 

Eu, como atleta profissional e no esporte há 21 anos, garanto que não existe milagre. Viajei o mundo atrás dos melhores treinadores, me formei em nutrição nos EUA e garanto que aquela velha história de comer de 3 em 3 horas, misturar proteína, carboidratos e até mesmo gordura é o que realmente funciona. Lógico que temos que respeitar a individualidade biológica de cada um, mas aí se torna um jogo de números que variam de acordo com a necessidade da pessoa.

Costumo dizer que as proteínas presentes em alimentos como ovo, frango, carne vermelha e peixe são as mais favoráveis para um bom desempenho. Já os alimentos ricos em carboidratos, como batatas, arroz e aveia seriam os básicos para uma dieta com resultados. E pensando nas gorduras, podemos citar a pasta de amendoim e o abacate como boas opções.

Bom, como eu disse, cada organismo precisa de algo específico. Só que se você escolhe uma configuração que leva estes alimentos básicos que eu citei, já vai alcançar a melhora não só no aspecto físico como na saúde.