Benefícios da chia

Benefícios da chia: saiba para que serve!

Conheça os benefícios da chia e saiba como incluir a semente em uma dieta saudável, com propriedades nutricionais essenciais para o funcionamento do seu organismo.

Para ficar por dentro de todos os benefícios da chia, não deixe de ler este artigo até o final!

  1. O que é chia?
  2. Chia: benefícios
  3. Benefícios da chia para o intestino
  4. Como consumir chia?
  5. Benefícios da chia com limão
  6. Benefícios da farinha de chia

O que é chia?

A chia (Salvia hispânica L) é uma semente da planta herbácea da família das Lamiaceae que tem origem no sul do México e no norte da Guatemala, mas hoje é cultivada e consumida em diversos países, como o Brasil.

De acordo com artigo publicado pela revista acadêmica Inova Saúde, a semente de chia possui um valor nutricional elevado e tem sido muito utilizada pela gastronomia e na indústria alimentícia por ser um alimento funcional que ajuda nas funções nutritivas básicas e produz efeitos metabólicos e benéficos à saúde.

A chia é composta por vitaminas (vitamina A, vitamina C e vitaminas do complexo B, como B1, B2 e B3), fibras, antioxidantes (canferol e quercetina), minerais (cálcio, fósforo, potássio, magnésio, zinco, ferro, cobre e manganês), lipídeos (palmítico, esteárico, oleico, linoleico, linolênico, ômega 3 e ômega 6) e proteínas.

Mas, afinal, para que serve a chia? Confira a seguir os principais benefícios da chia.

Chia: benefícios

A chia oferece diversos benefícios para o nosso organismo, como ação imunomoduladora, antitrombótica, antimicrobiana, entre outras. A hidratação e a antioxidante, por exemplo, são importantes propriedades em função da grande porcentagem de mucilagem contida nas sementes, como veremos mais à frente com os benefícios da chia para o intestino.

Segundo pesquisa da revista Inova Saúde, um estudo realizado com 20 pacientes com diabetes tipo 2 e idades entre 8 e 64 anos demonstrou que, após incluir 7 g de semente de chia durante 12 semanas no período pós-prandial, houve uma interferência nos níveis de açúcar do sangue e uma redução significativa dos níveis de glicose e na corrente sanguínea.

Confira a seguir quais são os benefícios da chia para prevenção e tratamento de doenças indicados pelo artigo “Propriedades nutricionais e uso na gastronomia: uma revisão de literatura”.

  • Ação antioxidante.
  • Ajuda no sistema imunológico.
  • Controla a pressão arterial sistólica.
  • Ação anti-inflamatória.
  • Controla e previne doenças crônicas – cardiovasculares, diabetes e obesidade.
  • Reduz os níveis de colesterol e triglicérides no sangue.
  • Melhora o sistema digestivo e evita a constipação.
  • Previne o câncer de cólon.
  • Aumenta a saciedade.
  • Controla o estresse oxidativo.

Benefícios da chia para o intestino

Uma das principais propriedades da chia está na sua ação antioxidante gerada pelo gel transparente mucilaginoso que envolve a semente e que, consequentemente, ajuda na melhora do sistema digestivo e evita a constipação intestinal – popularmente conhecida como intestino preso.

Então será que a chia emagrece?

Devido a ela ser composta por xilose, glicose e ácido glicurônico, forma-se um polissacarídeo ramificado de alto peso molecular, que ajuda no funcionamento do intestino e aumenta a saciedade. Dessa maneira, a semente pode ser considerada um alimento fundamental para inserir em uma dieta equilibrada para emagrecimento e combater doenças como obesidade, diabete e colesterol.

Como consumir chia?

A chia é boa para que, em quantidades corretas, seja inserida de diferentes maneiras em receitas fit, com a semente inteira em frutas e bebidas, a farinha em bolos e pães, ou até mesmo o consumo direto de cápsulas de óleo de chia como suplementação diária.

Na gastronomia, a chia tem a vantagem de ter o sabor neutro e poder acompanhar diversos alimentos. As suas fibras solúveis e dietéticas com propriedades tecnológicas possibilitam a modificação e a melhoria na textura e na estabilidade dos alimentos durante o processo de produção e armazenamento.

Confira a seguir duas alternativas fáceis para inserir a chia no seu dia a dia, e lembre-se de que, para aproveitar todos os benefícios da chia, é recomendada a orientação de um especialista da área da saúde, para evitar o consumo em excesso e possíveis danos ao seu organismo.

Benefícios da chia com limão

Segundo pesquisa realizada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, a preparação da água com chia pode ser uma boa fonte de proteínas e baixo valor calórico por conter um balanço de aminoácidos essenciais, principalmente devido à fibra encontrada na mucilagem da semente.

Existem diversas maneiras de inserir e variar bebidas com chia. Para os dias quentes, a água com chia, limão e cubos de gelo é ideal para se refrescar, enquanto nos dias mais frios o chá de chia com limão é uma ótima escolha. Além de saborosa, a combinação dos três ingredientes oferece hidratação, saciedade e imunização para o corpo em qualquer estação do ano.

Benefícios da farinha de chia

A farinha de chia é uma alternativa para incorporar receitas culinárias, como pães e bolos. De acordo com artigo publicado pela revista Inova Saúde, ao inserir a farinha de chia em receitas de bolo, por exemplo, o teor de gordura vegetal hidrogenada se reduz, e o resultado é um bolo com maior valor nutricional, apresentando os principais benefícios da chia, com teores de ácido graxo ômega 3 e a relação com o ômega 6.

Referências

NETO, Germano Avila; MAGENIS, Marina Lummertz; RUTHES, Deborah Cristina. CHIA (Salvia hispanica L.): Propriedades nutricionais e uso na gastronomia: Uma revisão de literatura. Revista Inova Saúde, Criciúma, v. 9, ed. 1, p. 1-11, jul. 2019. DOI http://dx.doi.org/10.18616/inova.v9i1.3757. Disponível em: http://periodicos.unesc.net/Inovasaude/article/view/3757. Acesso em: 15 ago. 2020.

ROCHA, Yana Maria Amaral; DA SILVA, Leonardo Patrick Enéas; RÉGIS, Wiliam César Bento. Chia: Composição nutricional e benefícios para a saúde humana. Percurso Acadêmico, Belo Horizonte, v. 7, ed. 14, p. 483-493, jul./dez 2017. DOI https://doi.org/10.5752/P.2236-0603.2017v7n14p483-493. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/percursoacademico/article/view/15194. Acesso em: 30 jul. 2020.