Tipos de gorduras: conheça os principais e suas fontes

Um estilo de vida saudável está diretamente relacionado à bons hábitos alimentares. Isso significa dar ao organismo todos os nutrientes necessários para o seu bom funcionamento. Para isso, não é recomendado restringir totalmente alguns alimentos, por exemplo, aqueles que contêm gorduras. 

O ideal em uma dieta é sempre manter o equilíbrio e conhecer os alimentos e seus nutrientes para fazer boas escolhas, inclusive os tipos de gorduras. Isso porque, elas também são importantes para nossa saúde e para o funcionamento do nosso organismo de forma correta. 

Portanto, para acabar com o mito de que todos os tipos de gorduras são ruins, preparamos este post com todas as informações sobre esse assunto. Continue a leitura e saiba como escolher a gordura certa para ter uma alimentação saudável. 

O que são gorduras e qual sua importância para o corpo?

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, a gordura não é inimiga da nossa saúde. O nosso organismo não pode ficar sem gordura, este nutriente é muito importante para o funcionamento do corpo, e quando consumido na medida certa, não apresenta problema algum. 

As gorduras são fontes de energia e cumprem também outras funções no nosso organismo, como participação na construção das células, controle da temperatura do corpo, proteção dos órgãos vitais, transporte de vitaminas, composição de enzimas, hormônios e outras substâncias que atuam no sistema imunológico. 

Elas também são chamadas de lipídios e são armazenadas em diversas áreas do corpo. Além da parte que fica guardada sob a pele. Ela também é encontrada nas cavidades abdominais e sobre os órgãos, e servem para preencher os espaços vazios e protegê-los dos impactos. 

Dentro de um plano alimentar saudável existem algumas diretrizes nutricionais que são fundamentais para sua saúde. A primeira dela é a recomendação da Organização Mundial de Saúde sobre a quantidade de macronutrientes que se deve consumir por dia. Confira:

  • carboidrato: 55 a 75% da dieta;

  • proteínas: 10 a 15% da dieta;

  • lipídios: 15 a 30% da dieta.

Isso significa que em um dieta de 2.000 kcal, você pode consumir 300 a 600 calorias de gordura boa por dia, e ainda estará dentro da recomendação diária da OMS. Obviamente, cada corpo é único e cada pessoa possui hábitos alimentares e condições físicas e de saúde distintas, de forma que para definir a quantidade de gordura a ser ingerida por dia, é preciso fazer uma avaliação nutricional

O que queremos mostrar aqui, é o fato de que as gorduras são tão importantes para nossa saúde quanto os carboidratos e proteínas. Claro, com moderação e seletividade. Dessa forma, escolher as gorduras boas, não trará prejuízos para sua saudade. Conheça a seguir todos os tipos de gorduras.

Quais são os principais tipos de gordura?

Os alimentos nos oferecem três tipos de gorduras: saturadas, monoinsaturadas e poliinsaturadas. Conhecer cada uma dela é fundamental para saber equilibrar as suas refeições e ter uma alimentação mais saudável. Sendo que a maior parte das gorduras ingeridas diariamente devem ser as monoinsaturadas e as poliinsaturada. Entenda mais sobre cada uma:

Gordura Saturada

Embora a gordura saturada seja entendida como prejudicial à saúde, ela também traz benefícios, claro, quando consumida com moderação. Ela é responsável pela integração das membranas celulares e pelo armazenamento das vitaminas A, D, E e K. No entanto, o consumo em excesso da gordura saturada contribui para o aumento do depósito de LDL (colesterol ruim) nas artérias, o que pode provocar doenças cardíacas. 

A gordura saturada é encontrada, principalmente, em alimentos de origem animal. Sua maior concentração está em carnes vermelhas, carnes brancas, pele de aves, creme de leite, manteigas, iogurtes, bacon e azeite de dendê. 

Gordura Monoinsaturada

Um dos tipos de gordura boa é a monoinsaturada. Ela é uma grande aliada da saúde, pois promove a queda dos níveis de LDL no sangue. Além disso, contribui para o aumento dos níveis de HDL (colesterol bom). O consumo desse nutriente reduz as chances de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. A gordura monoinsaturada é encontrada em alimentos como: azeite de oliva, óleo de canola, abacate, nozes, amendoim e castanha de caju. 

Gordura Poliinsaturada

Outro tipo de gordura boa é a poliinsaturada. Ela é rica em ácidos graxos essenciais — que não são produzidos pelo organismo, mas que devem fazer parte da alimentação — tais como ômega 3 e 6. Ela também contribui para redução dos níveis de LDL no sangue. O único ponto negativo é que ela reduz tanto o colesterol ruim quanto o bom. 

A gordura poliinsaturada é encontrada em alimentos de origem vegetal: óleo de soja, girassol, canola e milho; em peixes como sardinha, atum e outros frutos-do-mar; e sementes de abóbora. 

A seguir explicaremos quais são as principais diferenças entre as gorduras saturadas e insaturadas. Confira!

Qual a diferença entre gorduras boas e gorduras más?

A principal diferença entre os tipos de gordura é a sua fonte, enquanto as saturadas são de origem animal e contribuem para o aumento do colesterol ruim (LDL), as insaturadas são encontradas em vegetais e diminuem os níveis de LDL e aumentam o colesterol bom (HDL). Porém, isso não significa que as gorduras insaturadas devem ser excluídas de um plano alimentar saudável. 

Afinal, como sabemos as proteínas advinda, principalmente, de produtos de origem animal, são fundamentais para o crescimento dos músculos e várias outras funções no nosso organismo. Uma dieta equilibrada, deve, portanto, incluir todos os tipos de gordura, mas é claro, em quantidades certas. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o ideal é que a quantidade de gordura saturada consumida por dia não supere 10% das calorias diárias. Já para quem tem alguma doença cardíaca, esse valor cai para 7%. Dessa forma, o químico Renato Grimaldi, da Unicamp, explica que o correto é reduzir e não excluir esse tipo de gordura. 

Além disso, a nutricionista da Camila Kümmel, da Universidade Federal de Minas Gerais, acrescenta que deve se priorizar alimentos mais naturais e menos processados e industrializados. 

Assim, fica claro que a ideia de que consumir gorduras faz mal para saúde está errado. Quando ingeridas com equilíbrio, respeitando a quantidade dos tipos de gorduras recomendado pela OMS elas não fazem mal algum. Por isso, não se esqueça uma alimentação saudável também inclui gorduras. 

Quer saber outras novidades sobre alimentação saudável e treino? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades do nosso blog!