Bolinho de Atum Assado

Para repor as energias durante uma rotina agitada, é preciso manter o equilíbrio no nível de vitaminas em nosso organismo, proporcionando bem-estar e qualidade de vida. Uma dieta rica em alimentos com vitamina D, por exemplo, pode ser fundamental para combater os radicais livres, proteger o nosso sistema imunológico, entre outros benefícios.

Como parte das vitaminas lipossolúveis, que são encontradas em alimentos ricos em fontes de gordura, a vitamina D tem papel fundamental na produção de insulina, no fortalecimento do sistema imunológico e na regulação da quantidade de cálcio e fósforo no nosso sangue, com controle da pressão arterial.

O atum é rico em vitamina D, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, e pode fazer parte do seu cardápio para aumentar a proteção ao sistema imunológico.

Abaixo, vamos aprender a preparar um delicioso bolinho de atum assado!

Receita de impressão
Bolinho de Atum Assado
Bolinho de Atum Assado
Rendimento
Ingredientes
Rendimento
Ingredientes
Bolinho de Atum Assado
Instruções de preparo
  1. Cozinhe a cenoura ralada, em água fervente por cerca de 3 minutos e escorra bem.
  2. Coloque também o atum em lata (optar por versão em óleo - tirar todo o excesso) escorrido e desfie-o com a ajuda de dois garfos.
  3. Pré-aqueça o forno a 180ºC.
  4. Em um bowl coloque os ovos e tempere com um pouco de sal e pimenta, bata-os vigorosamente até que fiquem fofos e acrescente o azeite em fio à medida que vai batendo, depois junte o leite aos poucos, a farinha com o fermento e continue a bater por mais 5 minutos.
  5. Junte à massa, a cenoura bem escorrida, o atum e o queijo, e envolva tudo.
  6. Polvilhe com salsa picada.
  7. Coloque a massa em forma de muffins (se não tiver de silicone, unte as formas com um pouco de óleo), e coloque no forno a 180ºC por cerca de 20 minutos, ou até ficarem tostados (teste com um palito para ver se está cozido, tal como se faz nos bolos).
  8. Se não tiver forma de muffin, pode perfeitamente usar uma forma de pão, por exemplo.
  9. Desenforme e sirva com uma salada fresca, ou leve uma marmita para o trabalho.
Notas da Receita

Referência

MAEDA, Sergio Setsuo et al. Recomendações da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) para o diagnóstico e tratamento da hipovitaminose D. Arq Bras Endocrinol Metab, São Paulo, v. 58, n. 5, p. 411-433, jul 2014. DOI https://doi.org/10.1590/0004-2730000003388. Acesso: em 30 jul. 2020.