Quando tomar bcaa

BCAA antes ou depois do treino: quando é melhor?

O BCAA é uma das melhores opções de suplementos para quem está habituado a uma rotina de treinos de alta intensidade. Mas, muitas vezes, existe a seguinte dúvida: é melhor tomar BCAA antes ou depois do treino?

A resposta é antes e depois! A ciência explica…

Os aminoácidos de cadeia ramificada chamados de BCAA (sigla da língua inglesa) são especiais. Diferente dos outros aminoácidos, eles são oxidados pelo músculo esquelético, gerando energia e condições para execução, manutenção e recuperação do trabalho físico.

E, na dúvida de tomar antes ou depois do treino, opte pelos dois!

Os benefícios de consumir BCAA antes do treino

Segundo artigo publicado na Revista Brasileira de Medicina e Esporte, sugere-se que a alteração na relação entre os aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) e o triptofano poderia favorecer a entrada deste último no sistema nervoso central.

Como consequência o maior consumo de triptofano gera a síntese de serotonina. Este neurotransmissor seria o mediador do quadro de fadiga induzida pelo exercício extenuante. Por este motivo podemos entender que o consumo de BCAA antes do treino gera maior oferta destes aminoácidos ao organismo e com isso reduz a captação de triptofano, consequentemente teremos retardo na sensação de fadiga, proporcionando assim condições para treinos mais intensos e mais longos.

Ainda numa outra hipótese podemos citar a contribuição destes aminoácidos para fornecimento de energia ao tecido muscular por meio do ciclo de Krebs. A medida que o estoque de glicogênio muscular é diminuído a atividade das enzimas que degradam os BCAA no músculo esquelético aumentam chegando a contribuírem com até 15% da energia necessária numa sessão de treino longa.

Consumo de BCAA pós-treino

O pesquisador Calder, em artigo publicado no ano de 2006 no Jornal de Nutrição, sugere que outra linha de raciocínio que justificaria o consumo de BCAA é baseada na possível modulação exercida por estes aminoácidos sobre a atividade do sistema imunológico.

Segundo esta hipótese, o consumo de BCAA promoveria a manutenção da concentração de glutamina pós-exercício que, por sua vez, estaria envolvida na atenuação da imunossupressão observada após o término do exercício.

O consumo de BCAA estimula a produção de insulina que por sua vez age como um hormônio anabólico participando ativamente do transporte de nutrientes para o interior da célula, efeito de extrema importância, pois após uma sessão intensa de treinos quanto mais rápido o tecido muscular receber nutrientes melhor será a resposta  frente aos estímulos.

Além disso, é possível destacar que a disponibilidade de aminoácidos essenciais, principalmente os BCAA’s, está intimamente ligada à melhora na recuperação do tecido muscular, que ocorre por meio da otimização da taxa de ressíntese de proteína, assim como a ressíntese de glicogênio após o exercício.

O consumo de BCAA ainda está ligado à redução de dor muscular causada por exercícios intensos. Pesquisas foram desenvolvidas para avaliar a recuperação muscular após os exercícios e encontraram redução na dor muscular nos indivíduos que consumiam BCAA antes ou depois do treino.

Como resumo, podemos dizer que o BCAA deve ser consumido antes e depois dos treinos. Os benefícios do consumo desta suplementação são muitos,  dos quais podemos citar:

  • aumento da síntese de proteínas musculares e redução da sua degradação;
  • encurtamento do tempo de recuperação após o exercício;
  • aumento da resistência muscular;
  • diminuição da fadiga muscular;
  • fonte de energia durante dieta e preservação do glicogênio muscular.

Top 3 Suplementos para Emagrecer e Definir

Aproveite e veja nosso vídeo Top 3 Suplementos para Emagrecer e Definir. Dê o play abaixo e se inscreva em nosso canal!