Leite vegetal: entenda o que é e como fazê-lo em casa

 

O leite é uma opção prática e muito nutritiva para o nosso dia a dia. Ele é o primeiro alimento que consumimos ao nascermos e segue como parte da dieta de muitas pessoas na vida adulta. Afinal, é um alimento que contribui positivamente para a saúde dos dentes e ossos, por ser fonte de cálcio e outros nutrientes.

Se você gosta de manter o leite como parte da sua alimentação, e está em busca de uma opção mais saudável — até mesmo com baixo índice glicêmico e livre do colesterol —, saiba que o leite vegetal é uma ótima alternativa. A bebida é rica em nutrientes, promove maior saciedade e é uma delícia!

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Continue conosco. Neste post, vamos explicar todos os benefícios do leite vegetal para a sua saúde e ensinar como fazê-lo em casa.

O que são leites vegetais?

Leite vegetal é uma bebida produzida a partir de um ingrediente sem origem animal, como castanhas, raízes, frutos, grãos ou farelos. É rico em vitaminas, ácidos graxos e minerais. Ele pode ser consumido puro ou utilizado para fazer vitaminas e receitas.

A principal diferença entre o leite vegetal e o animal é que o primeiro não contém lactose nem colesterol e tem baixo índice glicêmico. Além de ser mais nutritivo, proporciona maior saciedade e é ótimo para quem quer perder peso.

A ingestão do leite vegetal em outros países, como os Estados Unidos e a China, é bem expressiva. No Brasil, apesar de o leite vegetal industrializado ter chegado apenas em 2009, o consumo tem apresentado crescimento, com um aumento de 47% em 2018.

No entanto, não é totalmente correto chamar essa bebida de “leite”. O leite de verdade, por assim dizer, é um produto obtido a partir das glândulas mamárias, exclusivas de mamíferos. Apesar de o “leite vegetal” apresentar propriedades diferentes da composição de origem animal, ele contém nutrientes  importantes para o organismo.

Quais os tipos de leites vegetais?

Existem muitas opções de leites vegetais, e é possível extrair o líquido de muitos alimentos como amêndoas, inhame, aveia, coco, arroz e diversas sementes. Por ter essa grande variedade, os nutrientes e os efeitos à saúde também são muitos.

O sabor de cada um também varia bastante de acordo com o vegetal usado, o que possibilita várias combinações. Por isso, caso você não goste de um, pode experimentar outro.

Se a sua opção for o leite vegetal industrializado, é importante consultar os componentes nutricionais na embalagem. Algumas opções têm mais nutrientes ou podem até mesmo conter glúten.

A seguir vamos listar os principais tipos de leite vegetal e algumas informações sobre cada um. Veja só!

Leite de Soja

leite de soja é uma das opções mais nutritivas entre os produtos vegetais. É uma proteína completa com 9 dos 20 aminoácidos essenciais para o corpo. É fonte de cálcio, magnésio, ferro, potássio e tem 12 vezes mais proteínas que o leite de vaca.

Auxilia na redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue. Também ajuda a tratar e evitar a osteoporose, além de regular e estimular o peristaltismo intestinal e favorecer a regeneração celular.

Leite de Amêndoas

O leite de amêndoas é bastante indicado para pessoas que buscam mais energia e precisam de um complemento alimentar. Ele é fonte de fibras, ferro, cálcio, magnésio e vitaminas A e E.

Essa bebida tem baixo teor de gordura e calorias e alta concentração de potássio, um benefício para os músculos. Além de prevenir doenças cardiovasculares e auxiliar na digestão, o leite de amêndoas também contribui para diminuir o risco de câncer de cólon.

Leite de Aveia

Entre os leites vegetais, o leite de aveia é um dos mais ricos em carboidratos. Contém ácidos graxos, como o linoleico, vitamina E e antioxidantes. Esse produto contém alta concentração de cálcio, que chega na mesma proporção que a encontrada na bebida de origem animal.

O leite de aveia também não tem glúten, e pode ser consumido por pessoas portadoras da doença celíaca. As suas propriedades nutricionais contribuem para uma boa noite de sono e melhora o sistema digestivo.

Leite de Nozes

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos apontou o leite de nozes como uma das bebidas com maior teor de antioxidantes. Além disso, possui ácidos graxos, selênio, cobre, magnésio, vitamina E e zinco e não contém glúten.

O leite de nozes traz muitos benefícios para a saúde: tonifica o sistema nervoso, auxilia na proteção do sistema respiratório, combate problemas intestinais, previne doenças cardiovasculares e diabetes.

Quando esse tipo de leite é recomendado?

Os leites vegetais são indicados para pessoas com intolerância à lactose, colesterol alto, veganos ou quem busca uma alimentação mais saudável. Com uma pluralidade de opções, é possível ter uma dieta variada.

Por serem altamente nutritivos, são muito indicados para crianças em fase de crescimento ou como complemento alimentar.

Atualmente, muitas pessoas sofrem com problemas relacionados ao consumo de leite de vaca. 70% da população brasileira pode ter algum nível de intolerância à lactose, segundo algumas pesquisas.

Por isso, os leites não lácteos, produzidos com ingredientes vegetais e água, têm conquistado cada vez mais espaço. Segundo especialistas, há uma previsão de que o consumo desse produto aumente 15% ao ano até 2020.

Como fazê-lo em casa?

O leite vegetal ainda não é tão popular. Por isso, além da dificuldade para encontrá-lo, os preços também não são muito convidativos. Uma opção é prepará-lo em casa mesmo. É bastante simples. Veja só!

Para produzir o seu próprio leite será preciso:

  • um pano bem fino para coar;

  • uma peneira para servir de apoio;

  • um recipiente;

  • um liquidificador.

O processo é bem fácil. O primeiro passo é escolher qual grão ou semente você vai utilizar e colocá-lo de molho por no mínimo 4 horas, para amolecer. Depois, retire o líquido e coloque os alimentos no liquidificador e triture. A quantidade de água determina a intensidade do sabor do leite. Em seguida, é só coar com o pano e a peneira e está pronto!

Não se esqueça de conservar o leite sempre na geladeira. A conservação média, refrigerado e bem lacrado, é de 3 dias. Quando for aquecê-lo, não deixe ferver para não talhar. Algumas pessoas também recomendam deixar o leite em um período de maturação — isso intensifica o sabor.

O leite vegetal é realmente bem simples de fazer em casa e pode trazer inúmeros benefícios para a sua saúde. Ele contribui para uma dieta mais saudável e nutritiva. Além disso, existem diferentes sabores para você escolher. Que tal fazer hoje mesmo?

Se você gostou deste post sobre o que é e como fazer o leite vegetal em casa, siga a nossa página no Facebook para acompanhar as nossas atualizações!