Mulher olhando no relógio.

Falta de programação: Expectativas irreais.

No início muita das vezes o indivíduo não possui uma noção exata do que fazer, quando fazer, como fazer, o que isso tudo vai resultar e quanto tempo vai levar para acontecer o que se espera.

O resultado disso, ou os resultados que podem ser vistos são imprevisíveis, pode-se conseguir um bom resultado no começo e depois de 3 a 4 meses estagnar, pode-se não conseguir nenhuma mudança, pode-se conseguir o que não deseja esteja você em busca de aumento ou redução de peso.

1. Defina suas metas

Onde você quer chegar, um determinado peso na balança, uma determinada composição corporal?!

Firmar um propósito é muito importante pois a busca de uma condição física melhor pode ser lenta, pode haver momentos que desanima, nestes momentos você precisa ser disciplinado para que siga dentro do propósito estabelecido.

Conseguir ganhar massa ou conseguir uma barriga chapada depende da sua adesão e disciplina ao trabalho, precisas.

2. Saber o que precisa ser feito

Recebo mensagem falando assim: “Quero subir nos palcos daqui a 1 ano, qual melhor treino e melhor dieta?”

Amigo(a) se você ainda não descobriu que não existe o melhor treino/dieta entenda que provavelmente você não estará preparado para subir aos palcos em 1 ano.

Precisamos entender que é necessário uma dieta especifica, um treino adequado e um período de descanso coerente com o desgaste proporcionado ao físico.

Dieta para hipertrofia possui características específicas, diferentes da dieta de redução de peso, por isso você precisa saber que não irá conseguir os dois ao mesmo tempo.

Dieta saudável não é suficiente para conseguir hipertrofia, você precisa saber que comer de forma saudável é fundamental mas pode não ser suficiente. Treinar 2 a 3 vezes na semana pode não ser suficiente para o seu caso/objetivo.

Construir um físico pode parecer complexo num primeiro momento mas é muito simples na teoria, você precisa apenas correr atrás de informação.

3. Saiba como fazer

Como fazer é, sem dúvida nenhuma, a questão que mais envolve dinheiro dentro do seu trabalho. Não estou falando que irá gastar com treino e dieta, pelo contrário. Pois se as pessoas executassem o básico não existiria tanta modinha, tanta gente gastando dinheiro sem necessidade.

4. Planeje o prazo para executar

Desejas aumento de massa, redução de gorduras, melhora do estado de saúde, tudo pode ser conseguido mas precisas saber que para tudo há um tempo hábil para obtenção.

Um trabalho de hipertrofia de respeito pode levar anos, assim como um “shape” seco e com pele fina pode levar muitos meses.

O mesmo indivíduo que está começando agora mas que deseja subir no palco em 1 ano aprenderá (seja por conselhos de terceiros ou por comprovação pessoal através do insucesso) que cada um de nós é um ser especial, único e que pode responder diferente ao trabalho.

Isso mesmo, você pode ter um irmão gêmeo, começarem com treino e dieta iguais, no mesmo dia, mas ainda sim conseguirem resultados diferentes.

Mas e porque eu não posso apenas “ir para academia” e ver o que acontece?

Você pode! Se não estiver esperando nada da vida, se não estiver em busca de nada… mas aí eu pergunto, porque não fica em casa fazendo e esperando nada?!

Você precisa programar, estipular as tarefas e a rotina semanal, EXECUTAR conforme proposto…

Se você programa e executa você consegue saber se a estratégia escolhida está dando certo, caso não esteja você muda e isso é muito comum pois não há fórmula secreta que funciona para todos.

Mas se você não planeja ou não executa jamais vai conseguir entender o que é melhor para seu corpo. Isso  se chama propriocepção, autocepção… conhecer-se a si mesmo! Você precisa aprender a ouvir seu corpo, os sinais do seu organismo.

Independente do seu plano lembre-se sempre daquela frase: Daqui um ano você estará desejando ter começado hoje.

Vejam o treinamento… com a rotina de exercícios podemos estimular as “qualidades físicas”, o que também são chamados de “valências físicas” classificadas em diversos tipos: força, resistência, velocidade, agilidade, coordenação, flexibilidade, mobilidade e equilíbrio.

Haverá uma rotina de treino específico para estimular de forma específica cada valência, por sua vez serão desencadeadas necessidades nutricionais específicas e nisso a dieta precisa ser ajustada, adaptada de acordo com as necessidades que serão criadas.

Como exemplo podemos citar situações básicas como pessoas que buscam aumento de força em paralelo a redução de gorduras, são objetivos com necessidades nutricionais diferentes, não irá conseguir muito resultado se não trabalhar de forma segmentada e planejada.

Vejam a necessidade de carboidratos antes de um treino de força, muitas vezes negligenciado por pessoas que tentam buscar redução de peso pode atrapalhar e fazer com que você não consiga nenhum dos dois objetivos.