Endorfina: o que é e como funciona no corpo

Diogo Círico 27/06/2023

A endorfina é um hormônio essencial para o corpo humano, reconhecido por seu papel na regulação das emoções e sensações de prazer e felicidade. O que muitos não sabem, porém, é que o chamado “hormônio da felicidade” tem uma relação bastante próxima com a prática regular de exercícios físicos. 

Isso porque, durante a atividade física, o organismo pode liberar quantidades significativas de endorfina, proporcionando uma sensação de euforia e bem-estar. Por isso, se você está em busca de uma forma natural de aumentar sua disposição e até o seu humor, a prática de exercícios pode ser uma aliada para lá de importante.

Confira o texto a seguir e saiba o que é endorfina e como ela é liberada pelo corpo!

O que é endorfina?

A endorfina é um hormônio produzido pelo corpo humano que desempenha um papel fundamental na regulação das emoções e sensações de prazer. Ela pertence à classe dos opioides endógenos, ou seja, é uma substância química produzida pelo organismo. 

A endorfina atua como um analgésico natural, aliviando a dor e promovendo sensações de relaxamento e bem-estar. Ela também desempenha um papel importante no sistema nervoso, ajudando a regular o humor e a reduzir o estresse.

A produção de endorfina ocorre em diferentes partes do corpo, incluindo o cérebro e o sistema nervoso central. Essa substância é liberada em resposta a determinados estímulos, como alimentação saudável, interações sociais positivas e até mesmo exercícios físicos. 

Para que serve a endorfina?

A endorfina desempenha diversas funções importantes no organismo, como:

  • Alívio da dor;
  • Regulação do humor;
  • Melhora do sistema imunológico;
  • Estímulo à motivação e recompensa;
  • Redução do estresse e ansiedade;
  • Melhora a qualidade do sono.

É importante ressaltar que a endorfina desempenha várias funções no organismo e seu impacto vai além dos aspectos mencionados. Ela está envolvida em processos complexos e interage com outros sistemas do corpo para promover o equilíbrio e o bem-estar geral.

Como a endorfina funciona no corpo?

A endorfina exerce sua ação no corpo ao se ligar a receptores específicos localizados no sistema nervoso central e periférico. A ativação desses receptores, por sua vez, reduz a transmissão de sinais de dor no sistema nervoso, contribuindo para o alívio analgésico associado à endorfina.

Além do alívio da dor, a endorfina também está envolvida na regulação do humor e das emoções. Sua liberação durante situações prazerosas — como a prática de exercícios físicos —, atua no sistema de recompensa do cérebro, promovendo sensações de prazer, euforia e bem-estar.

Além disso, a endorfina também interage com outros sistemas e neurotransmissores no corpo, como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina, influenciando a regulação emocional, a resposta ao estresse e a modulação do sistema imunológico.

Qual a relação da endorfina com exercício físico?

A endorfina tem uma relação estreita com o exercício físico, sendo frequentemente associada à sensação de bem-estar e prazer experimentada durante e após a atividade física. Durante o exercício, o corpo libera endorfina como parte da resposta adaptativa ao esforço físico.

A prática regular de exercícios físicos, especialmente aqueles de intensidade moderada a alta, tem o potencial de estimular a liberação de endorfina. Isso ocorre devido ao aumento da demanda energética, ao estresse físico e aos processos metabólicos envolvidos na atividade física.

É importante ressaltar, porém, que a liberação de endorfina durante o exercício pode variar entre indivíduos e também depende de fatores como intensidade, duração e tipo de atividade física praticada. Outros neurotransmissores, como a serotonina e a dopamina, também desempenham um papel na resposta emocional e de prazer associada aos treinos. 

Como ocorre a liberação de endorfina?

A liberação de endorfina ocorre de diferentes maneiras, mas a prática de exercícios físicos é uma das mais conhecidas e eficazes para estimular sua produção. Durante a atividade física, o corpo passa por um processo que envolve o aumento da demanda de energia e o estresse físico, resultando na liberação de endorfina como resposta adaptativa.

Além da atividade física, outras situações que podem estimular a liberação de endorfina incluem momentos de alegria, riso, interações sociais positivas, música e práticas de relaxamento.

Por fim, a liberação de endorfina é uma resposta complexa do corpo e pode variar entre indivíduos. Além disso, pesquisas científicas continuam a explorar os mecanismos exatos da liberação de endorfina e sua relação com diferentes estímulos.

REFERÊNCIAS

<https://publicacoes.ifc.edu.br/index.php/MEPEC/article/view/335>

<https://portal.unit.br/blog/noticias/endorfina-desencadeia-efeitos-beneficos-para-a-saude-fisica-e-mental>

<https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia-animal/endorfina.htm>

Isto foi útil?

Obrigado pelo seu feedback!
Visitado 145 vezes, 1 visita(s) hoje.
Diogo Círico

Diogo Círico

Nutricionista

Graduado em nutrição em 2007 pela Faculdade Assis Gurgacz, pós-graduação em Nutrição e Atividade Física - 2012, pós-graduação em Nutrição Funcional Esportiva - 2017, desde o inicio buscou destinar suas atividades à nutrição esportiva e também a área de tecnologia de alimentos. À frente das ações técnicas da industria Growth Supplements desde sua criação, já somam-se mais de 10 anos de dedicação, trabalho e pesquisas laboratoriais no desenvolvimento de novos produtos. Hoje suas ações como nutricionista dividem-se entre assessoraria de alguns atletas patrocinados pela Growth Supplements, redação de material técnico cientifico como estes disponíveis no blog GSuplementos e também na liderança da equipe de técnica Growth Supplements . Diogo Cirico; Nutricionista esportivo CRN 10 - 2067