ectomorfo, mesomorfo e endomorfo

Ectomorfo: mito e verdade sobre dieta e treino

Quem aí nunca se deparou com post em redes sociais, texto em site fitness, vídeo no YouTube, algo que falasse sobre os “biotipos corporais”: ectomorfo, mesomorfo e endomorfo?

Encontramos materiais informativos sobre os biotipos corporais, suas características físicas, as formas corporais, diferenças no metabolismo de cada um, encontramos até um direcionamento de dietas e treinos para cada biotipo diferente, seja para aumentar massa muscular, reduzir gorduras ou aumentar o desempenho atlético.

Infelizmente nos dias de hoje não podemos simplesmente digitar algo no Google e confiar nas informações apresentadas. Existe muita informação inventada, muitas opiniões pessoais (vindas de pessoas que não conhecem do assunto), muita afirmação baseada no “comigo funciona”, muita mentira!

Quando falamos em informação confiável, precisamos falar de “reprodutibilidade”, fatos fundamentados e explicados.

Este texto tem como principal objetivo elucidar um dos maiores mitos já vistos nas salas de musculação: o mito do “biotipo corporal”. Aqui você aprenderá o real significado de ectomorfo, mesomorfo e endomorfo

Se você já leu algo sobre biotipo aqui na net, então será preciso resetar toda a informação, pois é tudo um grande erro! Você está pronto?

Acompanhe a leitura!

Afinal, o que significa o termo biotipo?

Encontramos a palavra biotipo sendo relacionado à capacidade de mudança no físico, seja para aumento de massa ou redução de gorduras – por exemplo, frases como “os ectomorfos são aqueles com dificuldade de ganhar massa”.

Também encontramos materiais relacionando biotipo a tipos de dietas e metodologias de treinos específicos (dieta para ectomorfo, treino para ectomorfo…), e características físicas, como “este biotipo possui a estrutura óssea grande, hipertrofia muscular, aparência esportiva, pouca gordura corporal, cintura estreita”.

Começamos esclarecendo que biotipo não possui nenhuma relação com a composição corporal e a forma física. O nome correto para nos referirmos a composição/forma física ou característica corporal é somatotipo

Isso mesmo, “ecto”, “meso” e “endo” são classificações para somatotipo, não têm nada a ver com biotipo.

Qual é a diferença entre biotipo e somatotipo?

Vejam que essa definição nem é uma questão difícil de elucidar. Se buscarmos no dicionário o significado de biotipo, encontraremos a definição “grupo de indivíduos com o mesmo genótipo”. Sendo que o genótipo está relacionado à genética.

Mas ao procurarmos por somatotipo, encontramos a seguinte definição:
“Cada um dos tipos de classificação do corpo humano segundo a sua estrutura física”.

As três características antropométricas são: 

  • Gordura (endomorfia)
  • Muscularidade (mesomorfo) 
  • Linearidade/magreza (ectomorfo)

O somatotipo não representa a forma do indivíduo, e sim um dos componentes que juntos determinam a forma física. Definimos esses componentes por avaliação física, por medidas antropométricas, ou seja, são elementos altamente maleáveis, flexíveis, com grande capacidade de se modificar. 

Sendo sedentário e com alimentação desequilibrada, o componente de endomorfia tende a subir. 

Se acaso perder peso rapidamente e perder massa muscular, seu componente de ectomorfia se tornará mais evidente (pois estará relacionado a altura e peso). 

Mas se você treinar e se alimentar buscando hipertrofia, o componente de mesomorfia aumentará.

Percebam o tamanho do engano!

Somatotipologia é uma importante ferramenta da antropometria, e vem sendo tratada e falada de forma totalmente errada.

Importância de conhecer o seu somatotipo

Conhecer o somatotipo é importante para o treinador e para o fisiologista do atleta. As características antropométricas de atletas são aspectos relevantes no que diz respeito ao seu desempenho e à programação das estratégias de cada esporte.

Com a somatotipagem, os responsáveis pela estratégia de treino e competição poderão acompanhar o desenvolvimento do atleta.

É inútil ao indivíduo leigo conhecer qual seu somatotipo. A menos que deseje meramente acompanhar os dados, são informações sem utilidade, pois não há capacidade de interpretação e aplicação.

Como avaliar o somatotipo adequado?

Segundo os pesquisadores Heath e Carter, o somatotipo é definido como a descrição da conformação morfológica presente (a proporção entre as diversas regiões do corpo e o conjunto formado por elas) e é expresso em uma série de três numerais, na qual o primeiro componente refere-se à endomorfia, indicativo de adiposidade corporal, o segundo à mesomorfia ou desenvolvimento muscular, e o terceiro à ectomorfia ou linearidade específica. 

Existem diferentes formas de se estabelecer o somatotipo corporal do indivíduo.

  1. Avaliação visualEctomorfo, mesomorfo e endomorfo
  2. Fórmula matemática Cálculo: ectomorfo, mesomorfo e endomorfo

Após estabelecidos os padrões somatotípicos do indivíduo, o resultado é expresso por meio de uma figura geométrica que representa a “concentração” de cada componente no indivíduo.

Somatotipo: ectomorfo, mesomorfo e endomorfo

(Observem a sequência de três números citada anteriormente e também o fato de que um indivíduo não será classificado como ecto, meso ou endo, ele terá percentuais de cada elemento.)

Entenda por que não existe uma “dieta para ectomorfo”

Vejam o erro que existe nessa situação: uma forma de avaliar o estado físico e a forma corporal ficou popularizada por uma definição que está relacionada à genética. 

Talvez por isso as pessoas começaram a pensar que haveria treino e dieta específicos para cada uma das três classificações (ecto, meso e endo). Mas o fato é que não há nenhuma relação com genética. Precisamos compreender que cada uma das três classificações deve ser considerada um componente do físico. 

Como visto aima, com a ferramenta samatotipologia/somatotipagem, as pessoas são avaliadas dentro de três componentes no corpo/físico: o indivíduo possui componente endomórfico (gordura), possui componente mesomórfico (musculatura) e possui o componente ectomorfo (linearidade).

Atenção, para não ficar confuso, veja este exemplo: em geral, homens e mulheres armazenam gordura em padrões diferentes. Homens depositam maior quantidade de gordura no tronco, chamado padrão androide (obesidade androide), já as mulheres que possuem maior concentração de gordura nos quadris possuem padrão ginoide (obesidade ginoide).

A somatotipologia como ferramenta não analisa o indivíduo como uma peça única, ela segmenta o físico em porções

Não podemos falar que o indivíduo homem que armazena gordura no tronco é endomorfo, o correto é falar que o indivíduo em questão apresenta maior concentração do componente endomorfo nos membros superiores.

Não há fundamento técnico ou científico para dizer que existirá uma dieta ou um treino específico para ectomorfo, mesomorfo ou endomorfo. O somatotipo não é “ser”, e sim “estar”. “Estou gordinho, estou magro, estou atlético”.

Percebam que não existe relação com treinamento físico nem com quaisquer tipos de dieta. Somatotipo é uma forma de avaliar a composição física do indivíduo naquele dado momento, é como se estivéssemos falando de uma fotografia do estado físico daquele indivíduo. 

 

REFERÊNCIAS
El somatotipo-morfología en los deportistas. ¿Cómo se calcula? ¿Cuáles son las referencias internacionales para comparar con nuestros deportistas? José Miguel Martínez-Sanz* Aritz Urdampilleta* ** Javier Guerrero* Vanesa Barrios*
aritzurdampi@hotmail.com
*Instituto de Nutrición Deportiva, IND
**Farmacia y Ciencias de los Alimentos Universidad del País Vasco (España)