Cutting: entenda o que é e como ele funciona

A dieta e a rotina de treinos de um bodybuilder envolvem uma série de preparativos, fases e estratégias. Afinal, até mesmo os mínimos detalhes são importantes para alcançar os resultados almejados. Pensando nesse contexto, você já ouviu falar em cutting?

Como se trata de uma tema muito relevante para quem está habituado a treinar, preparamos este artigo. Ao longo do texto, você entenderá no que consiste esse processo, como ele funciona e qual é a utilidade de fazê-lo. Boa leitura!

O que é cutting?

Antes de tudo, é preciso compreender que o cutting, também conhecido como cut, é uma prática costumeiramente adotada por fisiculturistas profissionais. Esses atletas, muitas vezes, contam com o suporte de profissionais da saúde, como médicos e nutricionistas, que estão lá para orientá-los na busca por um determinado objetivo. 

Em termos bastante resumidos, ele é uma fase preparatória da alimentação, que acontece depois do bulking geralmente. No bulking, a intenção é ganhar força e massa muscular. Por isso, a quantidade de calorias ingeridas é maior do que a que normalmente é gasta pelo organismo. 

No período de cutting, as calorias adquiridas devem ser inferiores às que são consumidas pelo corpo. Nesse caso, a ideia é buscar o máximo de definição muscular possível por meio da perda de gordura — é comum perder peso durante essa etapa. 

Como funciona?

Agora que você já sabe o que é cutting, é fundamental compreender como ele funciona. Basicamente, a queima das gorduras deve ser acompanhada pelo ganho de massa magra em todos os grupos musculares. 

É indispensável manter o foco na dieta em meio a esse estágio de preparação, de modo que o gasto calórico precisa ser mais alto. Portanto, é preciso ter energia o suficiente para a execução dos treinos, mas sem deixar que a ingestão de calorias seja elevada demais.

Sendo assim, caso você queira passar por um cut, saiba que é necessário entender o que, quanto e quando você come. Caso contrário, a meta de ter um corpo extremamente definido vai por água abaixo. Como o resultado mais esperado é a eliminação de gordura, considere que as refeições tendem a ser até mais relevantes que o próprio exercício físico.

O primeiro passo de um cutting efetivo é obter uma análise detalhada do corpo. Feito isso, é indicado recorrer ao apoio de um profissional para saber qual é a quantidade de gordura ideal para o seu biotipo. Em geral, os processos precisam ser feitos lentamente, respeitando os limites individuais. Afinal, a queima desenfreada de gorduras tende a ser prejudicial. 

Por conta disso, durante essa fase, muitos profissionais trabalham com a estimativa de perder meio quilo, aproximadamente, por semana. Trata-se de uma quantidade que possibilita a preservação da massa muscular, mesmo com a perda de peso. Assim, há como conquistar aquele aspecto “trincado”, com os músculos aparentes e saltados. 

Para que serve?

Como dissemos nos outros tópicos, o cutting é uma prática frequentemente utilizada por fisiculturistas, principalmente nos meses que antecedem uma competição. Eles optam por essa estratégia a fim de modelar o corpo e deixá-lo mais adequado aos critérios avaliados pelas comissões julgadoras em questão. 

Apesar disso, o cut ficou famoso nos últimos anos e está se tornando mais popular entre outros públicos. Pessoas que já praticam alguma atividade, mas querem secar para o verão ou para o carnaval, por exemplo, se beneficiam muito da perda de gordura que ele ajuda a promover. 

De qualquer forma, é imprescindível saber qual intenção está em jogo, conhecer suas condições e ter um acompanhamento nutricional à disposição, tendo em vista que o cutting pode assumir diferentes graus de intensidade. 

Como os atletas profissionais fazem cutting?

Bodybuilders investem pesado em cutting quando uma competição se aproxima e o bulking já foi desenvolvido. Como não podem perder muito peso em pouco tempo, os atletas profissionais investem em uma progressão lenta para emagrecer sem fazer com que todo o esforço da etapa anterior seja em vão. 

Sendo assim, é possível dizer que eles buscam a definição sem comprometer a musculatura. Portanto, é comum que haja uma redução na quantidade de carboidratos na dieta — proteínas de qualidade assumem um papel ainda mais importante do que têm no bulking. 

O déficit calórico também é calculado de maneira precisa para que haja uma redução de gordura sem que isso implique a perda de massa magra. Longos períodos sem se alimentar também são evitados a qualquer custo por quem tem o fisiculturismo como profissão

Quais as melhores estratégias para essa fase?

Conforme explicado ao longo do texto, as estratégias a serem utilizadas dependem muito dos objetivos e das condições físicas de cada pessoa, o que torna o suporte médico e/ou nutricional ainda mais necessário para não comprometer a sua saúde.

Ainda assim, um cutting inteligente é baseado na redução de calorias consumidas e, mais especificamente, de carboidratos. Evidentemente, eles não devem ser cortados por completo das refeições.

Nos dias de treinos mais intensos, dê preferência às fontes de carboidrato complexo, como grãos integrais e legumes. A ingestão de proteínas, por sua vez, deve aumentar. Além de ajudar na definição, elas também evitam o catabolismo muscular e asseguram que você não perderá a massa magra conquistada até aqui.

Os treinos aeróbicos também são aliados na queima de gordura. Apesar disso, é importante não exagerar na dose. Prefira praticá-los de 3 a 4 vezes por semana, no máximo. A busca deve ser por práticas intensas, que não sejam longas, necessariamente — treinos de HIIT se encaixam muito bem nessa etapa. Se não tiver o hábito de praticar esse tipo de atividade, tenha em mente que a variação de exercícios é bem-vinda no período de adaptação.

Na alimentação, é recomendado dar mais atenção aos termogênicos, seja os naturais, seja aqueles em forma de suplementação alimentar. Lembre-se de que a duração dessa fase varia muito, podendo se estender de 2 a 6 meses. 

Enfim, o cutting é uma estratégia usada por bodybuilders profissionais, mas também pode ser proveitosa para quem deseja ter de um corpo mais definido. No entanto, ela requer preparação e responsabilidade por parte de quem se dispõe a fazê-la.

Se você gostou do texto e quer ficar por dentro de outras novidades sobre o mundo fitness, aproveite para seguir nossos perfis nas redes sociais: Instagram e Facebook!