Trato Gastrointestinal, saúde e doença.

O trato gastrointestinal (TGI) é nada mais nada menos do que a porta de entrada para nosso organismo de muitos nutrientes, não nutrientes, microrganismo, e mais uma porção de elementos.  Problemas com esta porta de entrada, ou entrada daquilo que não deveria podem repercutir problemas por todo o corpo.

Alterações no metabolismo, sistema imunológico fraco, transito intestinal inadequado e mais uma série de complicações podem ser observadas de acordo com um sistema digestivo sem saúde. Existem muitos nutrientes e não nutrientes que podem ser adicionados para que seja mantida ou recuperada a suade do TGI.

digestorio2

Os pré e probióticos são substratos energéticos e  micro-organismos vivos  que podem ser usados como tratamento se usados em uma quantidade adequada. Esta classe de não nutriente pode auxiliar na manutenção da quantidade ideal de bactérias indispensáveis ao nosso TGI devido aos benefícios produzidos por elas.  Determinadas cepas de probioticos auxiliam no funcionamento do sistema imunológico fortalecendo suas defesas.  Redução de infecções, auxiliam na digestão, absorção e também síntese dos nutrientes. Podemos suprir o organismo em probioticos através de suplementos ou alimentos, tudo depende de cada individuo. A escolha do alimento ou das cepas de bactérias adequadas a cada indivíduo depende da analise de profissional nutricionista.

As fibras alimentares constituem uma classe formada por partes comestíveis de vegetais que são resistentes a digestão no intestino delgado que geram fermentação no intestino grosso. Temos 2 classes nesta categoria: fibras solúveis e insolúveis. A solúveis possuem implicação na regulação do perfil lipídico. As solúveis diminuem o tempo de transito intestinal, dão volume ao bolo fecal reduzindo a constipação (alguns elementos desta classe também são considerados prébioticos), são capazes de promover uma população saudável e benéfica de microrganismos.

Existem muitas pesquisas realizadas analisando as implicações metabólicas do consumo de fibras, temos dados concretos de que o consumo deste nutriente em quantidade e qualidade adequada pode reduzir significativamente o risco de doenças cardiovasculares, câncer e diabetes tipo 2.  Estes são apenas alguns dos efeitos diretos, temos um grande beneficio mas de forma indireta. Quando ingeridas de forma adequada as fibras fazem parte do processo de fermentação dentro do TGI aonde são produzidos ácidos graxos de cadeia curta, tais ácidos graxos estão intimamente ligados a manutenção da mucosa do intestino, isso significa maior eficiência no processo de absorção de nutrientes. Existem centenas de alimentos fornecedores de fibras, nas suas mais variadas formas e associações. A escolha dos alimentos e fontes de fibra mais adequadas a cada individuo depende da analise de um profissional nutricionista.

As enzimas digestivas constituem uma classe que pode ser chamada de biocatalisadores, de acordo com sua natureza bioquímica e estrutural possuem característica exclusiva com diferentes papeis biológicos. Basicamente as enzimas possuem como função acelerar uma reação biológica, quebrar estruturas de grande tamanho transformando em estruturas menores capazes de serem absorvidas.  Além disto elas podem ajudar no processo de recuperação e cicatrização de músculos e tecidos lesionados pela indução do exercício físico.

Estas enzimas digestivas podem ser consumidas através de suplementos, elas possuem origem animal ou vegetal. Em alguns casos há necessidade de fazer um tratamento que use ambas, sendo as enzimas animais fortalecedoras (de alguns órgãos como ex.) e as enzimas vegetais atuantes nas reações biológicas.

O consumo de combinações de enzimas digestivas tem sido cada vez mais procurado pela população em geral, porem o diagnostico da necessidade, a escolha da enzima mais apropriada a cada individuo depende da análise de profissional nutricionista.

Os chás e ervas na saúde intestinal.

O uso de plantas com propriedades terapêuticas vem sendo usado a muito, muito tempo! A grande variedade de ervas medicinais que conhecemos hoje é reflexo da antiguidade de seu uso, das tentativas, acerto e erro. Os chás são preventivos e também curativos, existem chás digestivos que favorecem secreções salivares, secreções gástricas e também auxiliam os movimentos de  peristaltismo do tubo digestivo.

Existem uma centena de variedades de vegetais que podem ser usados para tratamento e prevenção, porém a escolha dos mais adequados a cada individuo e situação depende da analise de profissional nutricionista.

De uma forma geral a saúde de nosso corpo todo é dependente da saúde intestinal. Agora nós já temos um pouco mais de informação sobre a importância deste sistema que muitas vezes é esquecido, mas na maioria das vezes é o pivô central dos problemas de saúde que observamos. As ferramentas estão à disposição, basta que usemos com cautela e sabedoria para tirar o máximo de proveito.

Duvidas? Questionem os profissionais nutricionistas mais próximos!

Texto elaborado por Diogo Círico
Nutricionista esportivo R.T. Growth Supplements.
CRN 10 2067
WWW.gsuplementos.com.br
http://www.growthsupplements.com.br/nutricionista