Suplementos hipercalóricos: saiba o que são, para que servem e quem pode tomar!

Você treina pesado, tem uma alimentação correta e respeita os períodos de descanso entre uma sessão de musculação e outra mas, ainda assim, continua abaixo do peso e com dificuldade para ganhar massa muscular? Em termos populares, é um legítimo “frango”? Talvez, você precise conhecer um pouco mais sobre os suplementos hipercalóricos.

Apesar de esse tipo de suplemento alimentar ser um dos mais antigos do mercado fitness, os hipercalóricos, também conhecidos como weight gainer ou mass, evoluíram muito no que diz respeito aos componentes de formulação, o que aumentou a eficácia deles. No entanto, esses produtos ainda são cercados por uma série de mitos e informações desencontradas.

Quando utilizados de maneira adequada, os suplementos hipercalóricos são excelentes aliados para quem deseja aumentar a massa muscular, conquistar um shape mais encorpado e deixar no passado aquele visual “magrelo”. Pronto para entender melhor como esse produto pode te ajudar a atingir os seus objetivos? Então, acompanhe a leitura!

Suplemento hipercalórico: Carboidratos para ganhar massa muscular

Hipercalóricos: o que são e para que servem?

Na verdade, os hipercalóricos nada mais são do que suplementos alimentares com um valor energético alto. A composição desse tipo de produto pode variar de uma marca para outra mas, em geral, esse tipo de suplemento contém:

Carboidratos

Legalmente, de acordo com a legislação brasileira (RDC 18/21010), os produtos hipercalóricos podem ser classificados tanto como substituidores de refeição quanto como suplemento energético para atletas.

Quando classificado como substituidor de refeição, o produto oferecerá entre 50 a 70% de carboidratos e, quando classificado como suplemento energético para atletas, apresentará no mínimo 75% do valor calórico na forma de carboidratos, sem um limite máximo.

A forma de apresentação destes carboidratos ainda pode variar entre carboidratos simples com rápida digestão e absorção pelo organismo ou carboidratos complexos que são digeridos pelo organismo de forma mais lenta, liberando sua energia de forma gradativa.

Proteínas

O seu objetivo é ganhar peso. Mas você quer fazer isso através do aumento de massa muscular, e não ganhando gorduras, correto? Por isso, os suplementos hipercalóricos também devem oferecer um aporte de proteína de alto valor biológico, como o whey protein, por exemplo.

A presença de proteínas de alto valor biológico auxilia no controle da glicemia e evita que a insulina transforme o excesso de energia em lipídios que serão armazenados em suas células de gordura, além de contribuir para a hipertrofia dos músculos.

Suplemento hipercalórico: proteínas que ajudam na hipertrofia

Gorduras

Os suplementos hipercalóricos normalmente contêm uma pequena quantidade de gorduras benéficas ao organismo. Apesar de ser considerada por muitos “uma vilã” da boa forma, é essencial que a gordura seja consumida em quantidades adequadas, já que ela é um nutriente essencial para o metabolismo, com atuação, inclusive, nas funções cerebrais.

Além disso, suplementos hipercalóricos também costumam contar, em sua composição, com outras proteínas além do whey protein, como por exemplo a caseína micellar e a albumina.

Uma das principais finalidades do suplemento hipercalórico é auxiliar praticantes de atividade física intensa que apresentam muita dificuldade para ganhar massa muscular, como aqueles de perfil ectomorfo.

Já ouviu falar desse termo, mas não sabe bem o que ele significa? É bem simples: na verdade, os indivíduos com perfil ectomorfo são aqueles que apresentam um baixo percentual de gordura no corpo e um metabolismo bastante acelerado.

Sabe aquela pessoa conhecida popularmente como “magro de ruim”, que, apesar de se alimentar bem, não consegue ganhar peso com facilidade? Esse é exatamente o perfil dos ectomorfos.

Além disso, quem tem essas características também apresenta cintura, quadril e ombros estreitos e uma maior dificuldade para “encorpar”, ou seja, para aumentar a massa muscular.

Já as pessoas que possuem o perfil mesomorfo, caracterizado por corpos magros, porém atléticos, também podem se beneficiar do consumo dos suplementos hipercalóricos.

Nesse caso, porém, é necessário verificar com o nutricionista a real necessidade desse tipo de suplementação, já que os mesomorfos costumam apresentar uma grande facilidade para ganhar massa muscular.

Além do aumento de peso, o suplemento alimentar ajuda a melhorar o desempenho durante as sessões de musculação e atua na reconstrução da massa muscular e no balanço energético adequado da dieta.

Os suplementos hipercalóricos ainda trazem outro benefício: proporcionam um rápido esvaziamento gástrico, já que normalmente não possuem carboidratos ou proteínas de difícil digestão.

Isso é especialmente importante para quem precisa, por questões pessoais, cuidar da alimentação e dos treinos em um curto espaço de tempo. Em outras palavras, os hipercalóricos proporcionam um alto aporte energético sem que você se sinta “pesado demais” para treinar.

Além disso, o rápido esvaziamento gástrico também é importante para indivíduos que sofrem com a sensação de empachamento e para aqueles que, por uma questão de estratégia nutricional, precisam se alimentar constantemente, com intervalos pequenos entre uma refeição e outra, de 90 minutos a duas horas.

Aliás, mais um grande benefício dos suplementos hipercalóricos está atrelado à sua praticidade. Afinal, quem precisa se dividir entre trabalho e faculdade, por exemplo, sempre encontra dificuldades em transportar consigo uma grande quantidade de alimentos que sejam permitidos em sua dieta ou mesmo de encontrar tempo e um local adequado para prepará-los ao longo do dia.

Em outra palavras, se você precisa, por exemplo, fazer uma refeição intermediária de cerca de 1000 calorias justamente no horário entre uma reunião e outra de trabalho, é muito mais fácil encontrar um tempo para misturar o suplemento hipercalórico com água do que parar tudo que está fazendo para consumir frango e batata doce ou, pior ainda, simplesmente pular essa refeição.

Se a sua preocupação ao escolher um suplemento também passa pelo gosto que o produto pode apresentar, fique tranquilo. É bem verdade que, antigamente, os hipercalóricos eram conhecidos por apresentar um sabor desagradável ou extremamente doce e enjoativo.

Com a evolução na formulação desses produtos, no entanto, o gosto desagradável deixou de ser uma questão, já que os hipercalóricos atuais apresentam uma série de opções de sabores e combinações. Isso pode, inclusive, ajudar a diminuir a vontade de consumir alimentos doces e de baixo valor nutricional, evitando, assim, “escapadas” na dieta e, consequentemente, uma demora maior na obtenção dos resultados esperados.

Gorduras benéficas nos suplementos hipercalóricos

Quem deve tomar suplementos hipercalóricos?

Os suplementos hipercalóricos são ideais para praticantes de atividade física intensa que, mesmo incluindo porções adequadas de carboidratos em sua dieta, têm dificuldade para ganhar massa muscular. Ou seja, não adianta nada consumir o composto e aparecer na academia uma vez por mês, por exemplo.

Se você não se dedicar ao treino, o corpo acumulará as calorias a mais do suplemento alimentar em forma de gordura. E o objetivo é ganhar quilos extras aumentando a massa magra, e não o percentual de gordura, não é mesmo?

Além disso, quando você associa o uso do suplemento à sua rotina de exercícios, o corpo utiliza os carboidratos presentes na composição do produto como uma fonte de energia para o esforço físico. Com isso, você consegue treinar por mais tempo com intensidade, o que auxilia no ganho de massa muscular.

Os suplementos hipercalóricos também são indicados para aqueles praticantes de atividade física com o metabolismo acelerado e que têm um gasto energético alto ao longo de todo o dia, o que inviabiliza a reposição de calorias somente por meio da alimentação.

Em outras palavras, se, para atingir os seus objetivos, você necessita ingerir, por exemplo, 3 mil calorias diárias, os suplementos hipercalóricos podem ser uma excelente opção, já que é bastante complicado bater essa meta somente com a ingestão de alimentos saudáveis.

Por outro lado, se você está tentando diminuir o seu peso e baixar o percentual de gordura, o suplemento hipercalórico não é o mais indicado para o seu caso, já que ele não tem o poder de transformar gordura em músculos.

Os suplementos hipercalóricos também não são indicados para quem é diabético ou sofre com problemas de hipotireoidismo. Quem apresenta doenças nos rins ou nos fígados também deve evitar o consumo do suplemento. Na dúvida, consulte sempre um nutricionista de sua confiança.

Como tomar e qual a quantidade de hipercalórico?

Se você está pensando em iniciar a suplementação, é importante buscar a orientação de um nutricionista para saber como tomar hipercalórico. O profissional analisará suas características pessoais e diagnosticará suas necessidades nutricionais, de acordo com seus objetivos e também a composição de nutrientes do hipercalórico traçará a melhor forma para consumi-lo.

No entanto, geralmente, o consumo de suplemento hipercalórico é de uma porção de 80 a 100 gramas diárias. Se você estiver substituindo, de maneira eventual, uma refeição principal pelo composto, a porção normalmente utilizada é de 100 a 140 gramas, acompanhada de água, leite ou liquido de sua preferência na quantidade que for conveniente. A quantidade de líquido usada na diluição do produto não influenciará nos seus benefícios.

Se você não tem costume de consumir hipercalóricos, comece com uma dosagem menor para que o seu corpo vá se acostumando gradualmente, evitando, assim, eventuais desconfortos gástricos.

Quando consumido em porções adequadas e como parte de uma dieta equilibrada, o hipercalórico não costuma causar efeitos colaterais. Todavia, o seu consumo excessivo pode acarretar alterações na glicemia, problemas digestivos, pressão baixa e problemas renais.

Com relação ao melhor horário para consumo, não há um consenso geral entre os especialistas, já que é necessário levar em conta fatores como a sua estratégia e necessidades nutricionais. Via de regra, no entanto, os hipercalóricos são consumidos em três períodos do dia, por ordem de recomendação. Confira:

Tomar ao acordar

Os suplementos hipercalóricos são excelentes complementos para a primeira e mais importante refeição do dia. Durante a manhã, o seu corpo vem de um longo período em jejum, o temido estado catabólico, caracterizado pelo uso dos músculos, e não da gordura, como combustível, o que prejudica o aumento da massa muscular.

Por isso, nesse momento, o consumo do composto oferecerá um aporte de nutrientes que interromperá o catabolismo e, de quebra, fornecerá energia ao longo do dia, seja para a realização de atividades rotineiras, seja para as sessões de treinamento.

Nesse período, procure combinar o suplemento hipercalórico com alimentos saudáveis, que sejam ricos em nutrientes, sempre levando em consideração as orientações do nutricionista responsável pelo seu plano alimentar.

Em refeições intermediárias

Consumir o hipercalórico como substituto de uma refeição intermediária, ou seja, no intervalo entre as principais refeições, também pode ser uma ótima estratégia, especialmente para suprir as suas necessidades energéticas diárias sem a necessidade de ingerir um grande volume de alimentos.

Há também a possibilidade de substituir uma refeição principal pelo suplemento alimentar naqueles dias mais corridos. Porém, vale lembrar que sendo isso uma regra na sua estratégia alimentar, você deve incluir a suplementação de multivitamínico para garantir a oferta de vitaminas e minerais.

Tomar nos períodos pré-treino e pós-treino

Há quem consuma o produto antes do treino como uma estratégia para aumentar os estoques de glicogênio do organismo, garantindo dessa forma mais energia para as sessões de musculação.

É importante, porém, ficar atento para que o produto não cause o efeito reverso, ou seja, uma eventual hipoglicemia de rebote, o que poderia tirar um pouco da sua disposição para treinar. Por isso, é essencial que você consulte um nutricionista e esteja atento ao seu organismo.

Se o consumo de suplementos hipercalóricos no período pré-treino é controverso, também é importante tomar algumas precauções no momento do pós-treino, horário habitualmente reservado para um outro tipo de suplementação, como o whey protein, que geralmente possui um teor maior de aminoácidos.

Se for realizar o consumo após o treino, é importante que você não se esqueça de combinar a suplementação com outra fonte de proteína de rápida absorção.

Por fim, evite consumir o suplemento hipercalórico antes de dormir. Durante o período de repouso, ainda que haja algum gasto calórico, ele acontece de maneira substancialmente menor do que durante o resto do dia, quando você está em atividade. Dessa maneira, o excesso de carboidratos consumidos se transformará em gordura, e não na tão sonhada massa muscular.

Além disso, o teor de proteína presente na composição do suplemento normalmente não é suficiente para evitar de maneira eficaz o catabolismo. Em outras palavras, além de não ganhar massa muscular, você pode acabar perdendo os músculos que já conquistou se consumir o hipercalórico no fim do dia.

Reserve esse período para uma suplementação com proteínas de absorção mais lenta, como a caseína e a albumina, promovendo, assim, uma oferta mais longa de nutrientes para os tecidos musculares.

Também é importante que você evite misturar os hipercalóricos com refeições que tenham um alto aporte de ferro, já que esse tipo de suplemento costuma conter cálcio, que compete com o ferro na absorção pelo organismo.

Suplemento Hipercalórico: Quais resultados devo esperar?

Um dos suplementos mais consumidos pelos frequentadores de academia, especialmente os do sexo masculino, os hipercalóricos são eficientes no aumento da massa muscular quando combinados com uma rotina de treinamento intenso e intervalos de descanso regulares.

Por isso, são bastante eficazes se, apesar de investir em uma alimentação balanceada, você estiver abaixo do peso e com dificuldades para ganhar massa muscular, ainda que também mantenha uma rotina adequada e constante de sessões de musculação.

É importante, no entanto, não esperar resultados mágicos do suplemento. Embora um consumo maior de calorias normalmente se traduza em um aumento de peso mais rápido do que se você estivesse apenas treinando e se alimentando corretamente, é essencial não se esquecer de que se trata de um processo eficaz, mas gradual, e não instantâneo. Desconfie sempre, aliás, de produtos que prometem resultados mágicos e transformações no seu shape em poucos dias ou semanas.

Além disso, quando não acompanhado de treinamento intenso e constante, as calorias a mais obtidas com o uso do suplemento hipercalórico podem se transformar em gordura extra, o que compromete a obtenção de um shape seco e definido. Portanto, use o produto com inteligência e dentro de uma estratégia nutricional bem pensada.

4 erros para evitar ao fazer uso dos Hipercalóricos

Esperar que a massa magra aumente “magicamente”

Como o próprio nome diz, suplementos alimentares são complementos de uma dieta balanceada e podem ser excelentes aliados para quem busca aumentar a massa muscular.

No entanto, um corpo musculoso e definido é fruto de muito esforço e dedicação, e não está baseado somente na suplementação, mas em uma alimentação regrada e no treinamento pesado e constante.

Em outras palavras, não adianta nada você tomar suplementos hipercalóricos se não se preocupa com a sua dieta e faz os seus treinos sem dar o seu melhor ou, pior ainda, não comparece com regularidade às sessões de musculação.

Suplementos alimentares são excelentes aliados, não produtos nos quais você deve depositar toda a esperança de mudar o seu corpo, da mesma maneira que quem precisa emagrecer não pode simplesmente tomar um termogênico e achar que isso será suficiente para obter um shape sequinho.

Trabalhe duro para ter o corpo que você deseja e foque no seu objetivo que os resultados certamente aparecerão.

Tomar doses além do recomendado para “acelerar” o resultado

Qualquer tipo de suplemento alimentar, quando consumido em doses excessivas, pode trazer prejuízos ao organismo.

Além de foco e dedicação, é necessário que você tenha paciência se deseja um corpo forte e musculoso. O shape daquele atleta que serve de inspiração para você certamente não foi conquistado em uma semana.

Por isso, tentar aumentar por conta própria a dose do hipercalórico para ganhar massa mais rápido não só é uma ideia ruim, como pode afastar você ainda mais do seu objetivo.

Afinal, o excesso de calorias no organismo pode se transformar em gordura, e não é exatamente isso o que você tem em mente quando pensa em “ganhar peso”, não é mesmo?

Substituir uma alimentação balanceada pelo suplemento

Investir em uma alimentação saudável e balanceada, rica em carboidratos complexos, gorduras boas e proteínas magras, é essencial para quem quer ter um shape forte e definido.

Por isso, ainda que eventualmente você use o suplemento hipercalórico para substituir uma refeição principal em um dia corrido — o que não é o ideal, mas sabemos que pode muito bem acontecer —, é importante que não faça disso um hábito, deixando de consumir alimentos para ingerir somente suplementos rotineiramente.

Além disso, é importante que, antes de iniciar o consumo de um hipercalórico, você busque a orientação de um nutricionista. Esse é o profissional indicado para adequar a quantidade do suplemento ao seu perfil alimentar e hábitos de treinamento, além de apontar o melhor horário para o consumo do produto para a sua estratégia nutricional.

Confundir suplemento hipercalórico com “bomba”

Esse é o tipo de confusão que acontece mais frequentemente entre aqueles que não são iniciados no mundo da musculação e estão começando a buscar informações sobre estratégias para o aumento de massa muscular.

É muito simples. Os hipercalóricos são suplementos alimentares que têm, em sua composição, substâncias encontradas na natureza ou extraídas de outros alimentos. Eles não provocam danos ao organismo e são aliados dos praticantes de atividade física que querem potencializar os seus resultados de maneira natural e segura — o seu consumo, aliás, é regulamentado e autorizado pela Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Já as substâncias conhecidas popularmente como “bomba” são os esteroides anabolizantes. Vale lembrar que a comercialização desses produtos é ilegal e que eles são fabricados a partir de hormônios, também com objetivo de aumentar a massa muscular.

O uso dos esteroides anabolizantes, ao contrário do que acontece com os hipercalóricos, pode comprometer seriamente a sua saúde, já que eles estão associados a problemas como hipertensão, infertilidade, impotência sexual e até câncer de fígado.

Por isso, os hipercalóricos e as “bombas” são substâncias que não guardam qualquer correlação entre si, seja na composição, seja nos riscos que podem oferecer ao organismo.

Quando utilizados de maneira correta e acompanhados de alimentação adequada e um plano de treinamento bem elaborado, intenso e constante, os suplementos hipercalóricos são excelentes aliados para quem deseja aumentar a massa magra e obter um corpo mais forte.

Gostou de entender melhor como funcionam os suplementos hipercalóricos e de que maneira eles podem ajudar você a transformar o seu corpo e atingir os seus tão sonhados objetivos?

Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto, não se esqueça de deixá-la no campo de comentários! Nós queremos ouvir você!