Proteína antes ou depois do treino

Proteína antes ou depois do treino?

A pergunta é, devo consumir proteínas antes ou depois dos treinos?
A resposta é, devo consumir proteínas antes e depois dos treinos!

O treino com pesos é um poderoso estimulo à hipertrofia do tecido muscular, tal efeito é conseguido através dos fatores “treinamento” somado à “alimentação adequada”. O treino de força é capaz de influenciar diretamente no metabolismo energético, metabolismo endócrino, sistema nervoso central, entre outros efeitos em nosso organismo. O individuo engajado no treinamento de força apresenta demandas nutricionais especiais, neste caso podemos citar que a demanda por proteínas encontra-se aumentada em comparação à indivíduos sedentários.

Nos últimos anos muitas pesquisas têm sido desenvolvidas sobre este nutriente buscando melhora na resposta do organismo. Pesquisas a cerca das proteínas evidenciam que os benefícios deste nutriente ao organismo são decorrentes de regulação do metabolismo transporte de nutrientes, formação de enzimas, sistema imune, participam como receptores de membrana, além de outras implicações metabólicas.

Varios pesquisadores defendem o uso de proteínas como suplementação tanto antes quanto depois dos treinos, tal suplementação é justificada por aumento no desempenho atlético, fornecimento de energia pelos aminoácidos, aperfeiçoamento do processo metabólico, aumento na concentração de aminoácidos essenciais fator que resulta em aumento de massa muscular, melhoram a recuperação pós-treino de força.

Para entendemos como funciona, as proteínas são formadas por subunidades chamadas de aminoácidos, as células de nosso organismo recebem aminoácidos do sangue, o fator genético determina se haverá síntese de proteínas de acordo com a necessidade celular, um exemplo são as células musculares que sintetizarão novas células musculares através da oferta de aminoácidos que ocorre através do sangue proveniente da dieta.

Como já mencionamos, os exercícios produzem alterações em todo metabolismo, tais alterações são determinadas por aspectos como intensidade, duração e resistência dos exercícios. Durante o exercício de força são quebradas proteínas musculares, isto aumenta a concentração de aminoácidos em especial os de cadeia ramificada, dentre eles a leucina é oxidada em grande quantidade durante exercícios exaustivos, por este fato as proteínas constituem importante substrato energético e devem estar disponíveis durante o exercício.

O período pós-exercício é marcado pela síntese de novas proteínas quando houver nutrientes disponíveis para tal efeito, neste caso as proteínas exercem poder sobre o anabolismo devido ao fornecimento de aminoácidos em especial aqueles chamados de essenciais. Aparentemente, o tempo entre o final do exercício e a ingestão de proteínas é considerado o fator mais importante para ocorrer anabolismo muscular.

Suplementos de proteína são usados por fisiculturistas devido a sua rápida digestão, a suplementação quando praticada de forma adequada. Isto porque a ingestão de fontes proteicas de baixo valor biológico não trará o mesmo beneficio que fontes proteicas com alto valor biológico e aminoácidos de cadeia ramificada, quanto e quais proteínas são consumidas ao final do treino influenciam na resposta anabólica.

Em resumo, é fato que há benefícios significativos com o consumo de proteínas antes e após os treinos, porém o perfil de aminoácidos presente na proteína determinará as implicações metabólicas como à rápida absorção intestinal de seus aminoácidos e peptídeos e à sua ação sobre a liberação de hormônios anabólicos, como a insulina.