Os 4 melhores suplementos para recuperação muscular

Todo o período que sucede um treino deve ser visto como extremamente importante e crucial na sua rotina esportiva, não importam quais sejam seus principais objetivos. Além de práticas importantes como bons períodos de descanso, hidratação, alongamentos e massagens, a alimentação também deve ser priorizada e vista com seriedade.

Os suplementos para recuperação muscular existem para auxiliar a sua dieta e otimizar o pós treino, além de possuírem diversos benefícios que prometem alavancar seu desempenho de inúmeras maneiras.

Pensando nisso, reunimos as principais opções e suas características, para que você possa se informar e escolher de acordo com a sua rotina de treino.

E então, vamos lá? Tenha uma ótima leitura!

1. Whey Protein

Um dos suplementos mais conhecidos e queridos pelo público, o Whey Protein é uma das principais opções que contribuem para uma boa recuperação muscular.

Proteína resultante da separação do soro do leite, o suplemento é comercializado em pó e sua administração é realizada a partir da diluição do produto na água. O gosto natural dele não é um dos melhores, porém, existem diversas opções no mercado que adicionam sabores como baunilha, chocolate e morango, tornando a alimentação mais gostosa e prazerosa.

O Whey é atualmente considerado como a fonte de aminoácidos essenciais mais importante no mercado, sendo um suplemento extremamente acessível de ser encontrado e adquirido, já que existem diversas opções com preços que cabem dentro do seu bolso.

Ele existe de três formas diferentes:

  • concentrado: é o tipo mais acessível encontrado no mercado, e suas taxas de proteína variam entre 25 a 80%;
  • isolado: é a forma mais pura do whey, suas taxas de proteína chegam até a 95%;
  • hidrolisado: o whey hidrolisado (tratado enzimaticamente para que as proteínas sejam melhor absorvidas pelo organismo) pode ser tanto concentrado quanto isolado, sendo a opção mais cara por aumentar a eficácia e diminuir chances do desenvolvimento de respostas alérgicas e distúrbios digestivos.

Os benefícios do Whey são muitos, porém existem tópicos mais comentados e divulgados. Veja abaixo alguns dos principais!

Como o Whey Protein ajuda na recuperação muscular?

O Whey possui a capacidade de aumentar os níveis de digestão no organismo, além de ser facilmente absorvido pelo corpo. Isso faz com que os níveis de aminoácidos no sangue sejam elevados, o que ajuda e tem influência direta na recuperação do tecido muscular.

Além disso, a composição do Whey é caracterizada por efeitos anti-inflamatórios, o que também contribui para que uma boa recuperação muscular aconteça. Ele protege os músculos e estimula a síntese proteica mais do que qualquer outro suplemento!

2. BCAAs

Os branched-chain amino acids, algo como aminoácidos de cadeia ramificada, em tradução livre, são a combinação que formam o suplemento chamado de BCAA, composto por uma cadeia de três aminoácidos que não são naturalmente produzidos pelo nosso corpo.

A combinação da leucina, valina e isoleucina, então, é a responsável por desempenhar diversas funções diferentes no organismo, sendo a principal delas a ajuda na síntese de proteínas, responsáveis por construir as fibras musculares no nosso corpo e permitir um crescimento saudável dos músculos, além de conservar nosso tecido muscular.

A síntese proteica realizada pelos BCAAs é responsável por aumentar as taxas de massa magra no organismo durante o processo anabólico. Além de todas essas vantagens, seus benefícios também passam pelo fortalecimento de tecidos como os do cabelo, das unhas e da pele, além de regular hormônios presentes no organismo.

Como os BCAAs ajudam na recuperação muscular?

Pelo fato de possuírem uma grande quantidade de Leucina, os BCAAs são opções muito válidas que promovem uma recuperação muscular eficaz, e isso ocorre pois a Leucina é o principal aminoácido necessário para estimular a síntese de proteínas.

Os BCAAs conseguem conservar o tecido durante períodos de treinamentos intensos e pesados, fazendo com que as fibras musculares sejam preservadas no momento desses treinos. A conservação do tecido evita que ele seja danificado, e também facilita no processo de recuperação muscular, já que o nível de tecidos “danificados” após o exercício será reduzido drasticamente.

3. Glutamina

A Glutamina é considerada como o aminoácido mais abundante em nosso organismo. Por mais que seus níveis naturalmente produzidos pelo corpo sejam tão altos, durante a realização de treinos mais intensos, essa produção não é capaz de atender a todas as necessidades de uma pessoa. Por isso, a glutamina em forma de suplemento alimentar ainda assim é muito importante.

Seus efeitos na rotina de quem realiza exercícios físicos de forma intensa podem ser destacados de diversas formas, porém os principais são no ganho e manutenção de massa muscular, doando nitrogênio para os músculos. Isso ajuda diretamente na síntese proteica, além de auxiliar num aumento da liberação e produção do hormônio do crescimento, diminuindo também o catabolismo durante um exercício.

A Glutamina enquanto suplemento alimentar é indicada para pessoas que praticam exercícios físicos de forma mais intensa, ou aquelas que apresentam problemas de saúde associados com a baixa eficiência do sistema imunológico (como câncer e HIV). Quem possui algum problema renal, no fígado ou é portador de diabetes, deve evitar o uso do suplemento — salvo em indicações médicas.

Para obter um bom aproveitamento de todos os benefícios que a Glutamina pode te proporcionar, a ingestão dela deve ser realizada 15 minutos antes do início dos exercícios ou logo após o treino, quando combinada com outros suplementos de alto valor biológico como o Whey e BCAAs. As estruturas resultantes dessa combinação, inclusive, são muito benéficas para quem está em busca pela hipertrofia.

Como a Glutamina ajuda na recuperação muscular?

Ela tem a capacidade de fornecer muita energia ao nosso sistema imune, o que ajuda na prevenção de doenças e no crescimento muscular. O fato de a Glutamina aumentar os níveis do hormônio do crescimento faz com que o tecido muscular fique mais saudável e se recupere melhor. Além disso, o suplemento também tem ação combatente dos radicais livres, o que evita a infecção ou dor muscular.

Uma das principais implicações da Glutamina, no entanto, está relacionada com o overtraining. Nada mais do que uma espécie de “treino exagerado”, o overtraining pode ser relacionado com diversos fatores como estresse, excesso de competições e/ou atividades físicas, alimentação inadequada, falta de respeito aos períodos de descanso, entre outros.

Já existem estudos que apontam um possível benefício da Glutamina a respeito do overtraining, auxiliando na recuperação muscular e aliviando os sintomas do processo que pode se tornar algo tão negativo para o organismo.

4. Waxy Maize

Durante aqueles momentos em um exercício onde os músculos sofrem uma espécie de degeneração, você já sabe que as proteínas agem em função de recuperar os tecidos musculares danificados, certo?

Os carboidratos, no entanto, têm a função de restabelecer a reserva de energia que foi gasta durante o processo. Dessa forma, proteínas e carboidratos são ótimos aliados para promover uma recuperação eficiente dos músculos.

Quando ocorre a baixa de carboidratos associada ao processo de degeneração muscular, seu corpo chamará a sua atenção e pedirá ajuda. Fadiga e perda de força para treinar são sinais importantes de que o corpo carece por nutrientes que contribuam para o processo contrário: a regeneração.

É justamente nessa hora que você precisa daqueles suplementos denominados de “Recovery”, e o Waxy Maize é um deles.

Carboidrato de rápida absorção, o suplemento é indicado tanto para pessoas que estão buscando um aumento de massa muscular, quanto para aquelas que estão realizando dietas com foco em perder peso (mesmo que muita gente não saiba disso!).

Seu índice glicêmico é baixíssimo, o que faz com que o suplemento seja uma ótima opção de ser tomada antes dos treinos, por fornecer energia por muito mais tempo.

Como o Waxy Maize ajuda na recuperação muscular?

Os carboidratos exercem papel importante em qualquer tipo de exercício (sejam eles de carga alta, moderada ou baixa). Por serem fonte de glicose, eles são os principais responsáveis por reduzir a incidência do hormônio cortisol, evitando a perda de substâncias proteicas nos músculos.

Depois de serem ingeridos, os carboidratos são metabolizados, aumentando os níveis de glicose no organismo e permitindo que uma quantidade de energia seja liberada para que as funções musculares se estabeleçam novamente.

Ao ingerir quantidade suficiente de carboidratos, seu corpo vai direcioná-los para a produção de energia que, consequentemente, contribui na construção de massa muscular magra sem o acúmulo de gordura, além de fortalecer e recuperar seus músculos.

Não importam quais sejam seus objetivos principais, a gama de variedades de suplementos para recuperação muscular é muito alta e consegue superar as mais diversas expectativas, além de promover treinos mais saudáveis, com menor incidência de lesões e um consequente aumento nos resultados desejados.

Viu como não é difícil ser ainda mais saudável e, ao mesmo tempo, continuar buscando bons resultados estéticos? Lembre-se sempre de consultar seu nutricionista para encontrar a medida certa.

Sabendo das melhores indicações que te ajudam a recuperar os músculos de forma saudável, é hora de encontrar o suplemento ideal para acelerar a sua hipertrofia e melhorar sua performance!