perder barriga

Exercícios para perder a barriga

De muitos objetivos estéticos almejados pelas pessoas, sem nenhum tipo de dúvida perder a barriga é extremamente recorrente. É fato que hoje a maioria das pessoas se encontram fora de forma, porém a maior parte está fora de forma para mais do que para menos na relação do percentual de gordura. Se não fosse tudo, uma região que se mostra pertinente no acumulo de gordura é a barriga, tanto no homem quanto na mulher. E isso incomoda bastante!

Para os profissionais das áreas que envolvem a estética a pergunta recorrente é: quais os melhores exercícios pra perder barriga? Essa pergunta reflete pontualmente a perda de gordura localizada (em questão, barriga). E esse é o X da questão, não há como perder gordura localizada de forma natural.

Os exercícios aeróbicos, isto é, exercícios de longa duração e intensidade moderada (corrida, andar de bicicleta, nadar, jogar futebol, etc.) promovem um gasto energético considerável e criará um ambiente excelente para perda de gordura. Mas será uma perda de gordura geral e nunca localizada.

É claro que os locais que tem maior acúmulo de gordura podem sofrer maior impacto inicial, dando a impressão que a perda está acontecendo só ali, mas rapidamente com o passar das semanas quem está fazendo esse processo lipolítico (queimar gordura) percebe que está perdendo medidas por todo o corpo, inclusive na barriga. O que infelizmente, cedo ou tarde, começa a ficar evidente é que o local da barriga começa a ficar vagarosamente nos termos de evolução de perda de gordura, quase que (ou mais que) no ritmo das outras regiões do corpo. Apesar da perda de peso e gordura ser evidente e motivadora, a pessoa cria ambições estéticas mais elevadas e não só quer perder peso e gordura corporal como quer uma simetria agradável e isso implica diretamente na perda de gordura de forma mais acentuada na região da barriga.

Chega num momento em que os aeróbicos não estão mais empurrando nosso aventureiro ao objetivo de perda de gordura, parece que se estagnou nos resultados. O que acontece aqui é que as calorias ingeridas na alimentação são as mesmas que ele gasta durante o dia, deixando num empate metabólico, não há ganho de peso ou gordura, mas também não há perda. Existe a necessidade da preocupação com uma dieta hipocalórica que resumidamente é comer menos calorias do que se gasta, numa proporção de carboidratos, proteínas e gorduras inteligentes.

Se passa mais algumas semanas, se vê boa melhora, mas essa preocupação constante com a perda de barriga leva a pessoa começar a procurar na internet ou perguntar a qualquer um o que fazer, porém infelizmente muitas dicas são dadas, mas nenhuma com eficiência. A principal é sobre os abdominais diários com altas repetições, para sentir o músculo queimar. De fato ele queima, mas não tem absolutamente nenhuma ligação com perda de gordura e sim com o ácido lático, que é gerado na quebra da glicose sem a presença de oxigênio localmente no músculo. Mas esse ácido lático não passa nem perto da gordura ali da região, portanto nenhuma mudança na queima de gordura localizada.

Então os abdominais são inúteis? De forma alguma, são excelentes! Eles vão ajudar se feitos com o objetivo de hipertrofia muscular, a aumentar o volume muscular e melhorar a definição, pois o percentual de gordura é em cima de uma área total, se há mais massa muscular, automaticamente é mais simples abaixar o % de gordura e melhorar a estética. Então, uma maneira de melhorar a barriga é aumentar a massa muscular do abdômen e diminuir o percentual de gordura através de aeróbicos e dieta hipocalórica.

Nesse momento que já se passa várias semanas do início e excelente disciplina na dieta, aeróbicos e abdominais, ainda se repara ainda que há muito mais gordura na barriga do que no resto dos membros e o aventureiro dessa jornada, que já entendeu que não há queima de gordura localizada, começa a entender que pra acabar com a barriga, ele ficará bastante tempo nessa rotina e ao finalizar, terá o resto do corpo muito magro, braços e coxas finos, glúteos inexistentes, dorsais e ombros nada atléticos, etc. E então, o que fazer para continuar a busca da perda da barriga mas focar numa harmonia física que pareça que você é saudável e não alguém com alguma doença?

Agora então se vê na hora de começar com os exercícios anaeróbicos, isto é, exercícios de curta duração com intensidade altíssima (musculação, para o nosso objetivo do artigo). Se feito um trabalho de aumento de secção transversa (hipertrofia muscular) você consegue contrabalancear esse problema, deixando os braços, ombros, peitoral, músculos das costas, membros inferiores com maior volume, o que ajuda na estética atlética mesmo não perdendo nenhum grama de gordura, pois os olhos humanos trabalham com referência: uma cintura pode ser larga, mas perto de uma dorsal bem mais larga, ou para as meninas de um glúteo mais hipertrofiado, a cintura pode parecer menor.

Então a musculação é o maior aliado para a estética atlética (+ massa muscular, – gordura), pois visará aumentar, de forma bonita, todos os locais do corpo, enquanto se trabalha pra perder a gordura e acabar com a barriga.

Propositalmente esse artigo foi divido em etapas, a recordar resumidamente: aeróbicos, dieta hipocalórica e musculação. Porém o correto para perder a barriga são os três, então quando se pensa nesse processo o melhor a se fazer é entrar na musculação com objetivo de hipertrofia muscular, assim aumentando o tamanho de todos os músculos do corpo, fazer aeróbicos para criar um ambiente favorável a perda de gordura juntamente a uma dieta hipocalórica pra potencializar todo esse suor derramado na academia. Lembrando que quanto mais massa muscular você tem, mais calorias você queima mesmo parado, o que torna o processo de perda de gordura mais acentuado a longo prazo. Esse é o único jeito de perder a barriga sem prejudicar a estética do resto do corpo para a maioria das pessoas.

Existem drogas e procedimentos cirúrgicos que de fato promovem a perda de gordura localizada, mas também é provado que toda gordura que for ganha dali pra frente, primeiramente o corpo vai se esforçar pra recuperar naquela parte, pois ele entende que ali é o local mais propício ao depósito (está vazio, o corpo sempre busca equilíbrio), então é um resultado temporário e insustentável.

Lembre-se sempre, não existe queima de gordura localizada de forma natural, não existe exercício para acabar com a barriga, tudo é resultado de um complexo trabalho, mas realmente compensador!