Efeitos colaterais da Creatina

Entenda quais são os efeitos colaterais da creatina

Você já deve ter ouvido falar que tudo em excesso traz riscos à saúde. Isso também vale para práticas consideradas saudáveis, como atividades físicas e alimentação. O nosso corpo funciona de maneira integrada, e cada função demanda uma certa quantidade de energia e nutrientes para ocorrer. Se o organismo fica sobrecarregado, as atividades celulares começam a falhar, o que facilita o surgimento de algumas doenças.

 

Por esse motivo, a suplementação com creatina deve ser feita de forma equilibrada, com a indicação de um profissional da saúde e segundo o tipo de exercício físico praticado, os seus objetivos e as suas necessidades diárias de proteína. Se consumida corretamente, a creatina trará diversos benefícios para a sua saúde e o seu treino, como ganho de força, crescimento do tecido muscular e aumento das reservas de energia.

 

Quem pode tomar?

O suplemento de creatina normalmente é indicado para pessoas que praticam esportes de força e de curta duração, pois essa proteína fornece a energia necessária para o levantamento de cargas mais pesadas e a execução de movimentos de potência e explosão, como ocorre em lutas ou provas rápidas de natação.

 

Quem faz treinos longos, como no caso do endurance, deve ingerir a creatina com o acompanhamento de um nutricionista, pois o excesso dessa proteína pode causar retenção de líquidos nos músculos, causando desconforto e aumento de peso. Por isso, a dieta determinará se esse fator irá atrapalhar o desempenho nas atividades. Se indicada pelo profissional da saúde, a creatina proporciona diversos benefícios para esse público, como auxílio na recuperação muscular.

 

Diversos estudos indicam que a suplementação com creatina está sendo usada por profissionais da saúde no tratamento de algumas doenças, como depressão, ansiedade, Parkinson e Alzheimer, e em idosos que praticam atividades físicas de força para prevenir, desacelerar e, em alguns casos, reverter a perda de massa muscular.

 

Quais são os efeitos colaterais?

A creatina é um dos suplementos mais seguros do mercado e traz diversos resultados positivos para quem a consome. Um dos principais cuidados que você deve tomar é na hora da compra. Certifique-se de que os produtos são confiáveis, feitos com matérias-primas de qualidade. Mesmo com todos esses cuidados, o uso indiscriminado dessa proteína pode causar alguns problemas, principalmente em pessoas que já têm predisposição a ter algum deles, tais como:

  • retenção de líquidos no tecido muscular;
  • vômitos;
  • diarreia;
  • elevação da pressão arterial;
  • dores estomacais.

 

Há também relatos de efeitos colaterais da creatina ao interagir com alguns medicamentos para controle dos níveis de glicose no sangue, remédios que afetam os rins, anti-inflamatórios não esteroidais (Motrin, Advil e Aleve) e diuréticos.

 

O que corta o efeito da creatina?

Algumas pesquisas indicam que a cafeína corta os efeitos da creatina, mas não há um consenso no meio científico sobre essa interferência negativa. Se você não quer arriscar, evite ou diminua o consumo diário de café enquanto estiver fazendo a suplementação com a creatina. Lembre-se de que a cafeína também está presente na composição de outros tipos de bebidas e alimentos, como chocolates, refrigerantes, mates e chás.
Da mesma forma, o consumo de bebidas alcoólicas deve ser retirado da dieta de quem pratica atividades físicas, pois o álcool causa a diminuição da síntese proteica, dos níveis de testosterona e do hormônio do crescimento, o que corta o efeito da creatina.