Concentração no Treino – Por: Cléber Morais

É comum ver homens e mulheres durante o treino realizando movimentos em determinados exercícios com nenhuma ou pouca concentração, movimentos totalmente desordenados com cargas exorbitantes que no final das contas agregam em nada ao resultado final de hipertrofia, com apenas risco de lesão ou o fracasso no objetivo.

O treino de musculação deve ser concentrado com a já conhecida e famosa “conexão mente-músculo”. Vou ilustrar a diferença.

Você já leu algum texto sem vontade, sem interesse? Aquele que você só “passa o olho” por cima aonde na verdade sua mente está pensando em outra coisa, talvez no que vai comer, próxima balada, situação onde qualquer outro episódio se torna mais interessante do que a leitura.

E quando você se interessa em ler um determinado texto, você joga toda sua concentração e foco naquele momento, você gosta do que está lendo e absorve todo o conteúdo daquela leitura, você imagina a situação, fica satisfeito com o que leu e com mais vontade em se aprofundar no assunto.

O mesmo se aplica na contração muscular durante o exercício, deve haver essa sintonia constante entre o movimento que está sendo realizado comandado pelo cérebro e a contração muscular. Você pode utilizar 20 quilos em cada lado da barra e fazer o exercício sem ao menos sentir contração no músculo alvo, só terá o trabalho de subir e descer o peso com auxílio de outros grupos musculares, típico da falta de consciência muscular.

Como também pode utilizar 10 quilos e finalizar o exercício totalmente fadigado, exausto com sensação de dever cumprido.

Uma pessoa bem instruída, focada e treinada pode levantar metade da carga e conseguir ter estímulos eficazes.

Não estou em momento algum citando velocidade, variações de treino, séries, dentre outras. O que quero é mostrar o quanto é importante gerar estímulos eficazes, ter concentração e intensidade no músculo alvo na rotina de treino.

Foco e treino pesado a todos!

 

Cleber Morais

Atleta IFBB acima de 100 kg

Growth Suplementos