corpo humano

Como a albumina age no corpo humano?

Responsáveis por regular diversas atividades metabólicas, as proteínas provenientes dos alimentos são quebradas em aminoácidos durante o processo de digestão. Essas moléculas menores são absorvidas pelo organismo e transportadas na corrente sanguínea. Existem oito aminoácidos que não são produzidos naturalmente pelo homem, chamados de essenciais, e precisam ser obtidos por meio da alimentação. São eles: isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, triptofano, treonina e valina.

 

Entre as principais fontes desses aminoácidos está o ovo, que se destaca por ser rico em albumina, uma proteína completa, de alto valor biológico. A inclusão de ovos em uma dieta equilibrada e saudável é essencial para garantir a reposição diária de proteínas, mas nem sempre essa quantidade é suficiente – em especial para quem faz atividades físicas intensas regularmente. Por isso, a suplementação indicada e orientada por um nutricionista se faz necessária para a recuperação do corpo após o treino e o ganho de massa muscular.

 

Ação da albumina no corpo

Mas como a albumina age no corpo humano? Quando os músculos são submetidos à tensão, como ocorre durante a prática de exercícios físicos, eles sofrem microlesões. Esses pequenos danos precisam ser reparados para evitar problemas futuros, como processos inflamatórios e rompimento de estruturas musculares. Para regenerar o tecido muscular danificado, o organismo conta com a ação de proteínas e hormônios nos momentos de relaxamento e descanso do corpo.

 

Ao realizar o processo de reparação, o corpo estimula o crescimento de novos músculos. Por isso, quem tem como objetivo a hipertrofia precisa treinar constantemente, aumentando as cargas aos poucos, para estimular os danos e, consequentemente, ter ganho de massa muscular. Ao ser ingerida, a albumina é quebrada e absorvida pelo organismo, atuando na síntese proteica muscular, e auxiliando no reparo e no crescimento de novos tecidos musculares.

 

Tempo de digestão e absorção

O suplemento de albumina é extraído da clara do ovo desidratada e possui baixa quantidade de gorduras e calorias. Seu tempo de digestão e absorção é mais lento, por isso pode ser consumido em momentos estratégicos do dia para que os seus benefícios sejam aproveitados quando o corpo mais precisa, como é o caso da reparação e do crescimento do tecido muscular. Essa característica também garante o aumento do período de saciedade, o que é positivo para quem quer seguir os horários corretos das refeições.
Após o treino, a albumina pode ser consumida com outros suplementos proteicos, como o whey protein. Essa combinação acelera a reposição de proteínas e a reconstrução do tecido muscular. A quantidade de albumina ingerida diariamente pode variar de acordo com o tipo de atividade praticada, os objetivos traçados e as características físicas de cada indivíduo. Uma recomendação geral de consumo de proteínas por dia é de 1,2g a 2g por quilo de peso corporal – assim, uma pessoa de 85kg precisa ingerir de 102g a 170g de proteínas diariamente. Conhecendo esses valores, é possível balancear o consumo de alimentos e suplementos na dieta, com a orientação de um profissional da saúde.