Clara de ovo pasteurizada: 4 razões para consumi-la

Se você treina e está atento à sua dieta, é bem provável que já tenha ouvido falar dos diversos benefícios do ovo. Eles ficam ainda mais potentes se sua escolha for a clara de ovo pasteurizada!

Essa opção garante a qualidade do alimento que você consome e otimiza grande parte das qualidades nutricionais dos ovos. Quer saber como? Descubra nos próximos tópicos!

O que é a clara de ovo pasteurizada?

Se você gosta de treinar, é bem provável que já tenha assistido à saga de filmes Rocky. O primeiro longa, de 1976, em que Sylvester Stallone vive um homem musculoso que se torna boxeador profissional ao ser desafiado, tornou-se um clássico e rendeu outras seis películas.

Quem se lembra bem da história pode recordar uma cena icônica: Stallone acorda às 4h, liga o rádio e, logo em seguida, ainda com cara de sono, quebra cinco ovos em um grande copo e toma tudo de uma vez.

Rocky é um símbolo do atleta incansável e vencedor, e não é à toa.

Ingerir ovos realmente é uma boa escolha para quem treina e quer aumentar a força e os músculos. Afinal, eles são ricos em proteínas e uma série de vitaminas e minerais. Pesquisadores chegam a compará-lo ao leite materno, devido ao alto valor nutricional.

Para os atletas, a clara é especialmente importante, como você vai descobrir nos próximos tópicos deste texto. Mas, se Rocky não fosse um filme de ficção, é bem provável que o personagem desenvolvesse alguns problemas de saúde ao ingerir ovos crus da maneira como faz.

Sem falar no cheiro e sabor, que muitas pessoas consideram desagradáveis, consumir ovos dessa maneira é extremamente irresponsável, pois pode causar doenças. Ninguém precisa levar a filosofia “no pain, no gain” tão adiante assim!

Uma solução para quem quer aproveitar todos os benefícios da clara sem arriscar a saúde é a clara de ovo pasteurizada. Mas o que isso significa?

O que é a pasteurização?

A pasteurização significa elevar um alimento a altas temperaturas, resfriá-lo em seguida e então embalá-lo. É um método relativamente novo, que começou a ser desenvolvido pelo cientista francês Louis Pasteur em meados do século 19.

A princípio, o foco da pasteurização eram bebidas alcoólicas (o vinho, em particular), mas, hoje em dia, ela é um procedimento utilizado em diversos alimentos, como o leite.

Apesar de ser elevado a altas temperaturas, o ovo não cozinha, apenas é esterilizado. No caso desse alimento, o processo é ainda mais relevante para impedir a contaminação do interior dele, já que a casca tem pequenas porosidades.

O ovo pasteurizado é bastante utilizado na indústria alimentícia e já tem se tornado mais popular até nas casas de pessoas particularmente atentas à qualidade dos alimentos.

Para quem treina, essa alternativa é ainda mais indicada, em especial em relação à porção do ovo mais rica em proteínas (cerca de 57%): a clara!

Quais são os 4 motivos para consumir a clara assim?

O ovo não é um alimento estranho a ninguém: só no Brasil, cada pessoa consome quase 150 ovos por ano, segundo dados de 2012. E isso porque nosso consumo está muito abaixo de vários outros países, como México e Japão (mais de 350), China (350) e Estados Unidos (mais de 270).

Apesar de ser tão usual na nossa dieta, nem sempre esse alimento é consumido da maneira mais segura ou eficaz, e pode acarretar problemas de saúde se for consumido com descuido! A clara de ovo pasteurizada é uma possibilidade para quem quer ter certeza de que está aproveitando ao máximo as qualidades do ovo.

Claro: seu consumo só será realmente vantajoso se for acompanhado por um nutricionista e pela rotina correta de treinos. Veja como a clara pasteurizada pode te ajudar:

É mais segura

Rocky Balboa pode até vencer no ringue na ficção, mas ele não sabia o que estava fazendo quando bebia ovos crus. Consumir ovos dessa forma pode causar infecção por Salmonella, ou salmonelose.

A Salmonella é uma bactéria encontrada nas fezes de animais. Não é só na ingestão de ovos que você pode ter contato com elas: também pode estar em carnes, arroz e até na água, dependendo da higiene do cozinheiro.

A salmonelose ataca principalmente o sistema gastrointestinal, e os sintomas incluem febre, fezes com sangue, diarreia, cólicas, náusea e falta de apetite. São raros os casos em que a doença evolui para quadros mais graves e se espalha para outros órgãos, mas é uma complicação possível.

Um dos grandes problemas da salmonelose é a impossibilidade de se determinar, a olho nu, se um alimento está infectado. Nesse caso, vale o velho ditado: antes prevenir do que remediar!

Quem consome a clara de ovo pasteurizada tem a garantia de que o alimento está livre de bactérias, já que o processo elimina os micro-organismos. Além disso, os ovos escolhidos para passar pelo processo são precisamente selecionados.

É rica em albumina

Em inglês, a clara do ovo é chamada de albumen. A semelhança com uma das proteínas mais importantes para quem gosta de treinar não é coincidência: essa parte do ovo realmente é rica em albumina! Na prática, os suplementos dessa substância são a própria clara do ovo, mas desidratada.

Ela é essencial para quem treina, já que potencializa uma série de processos:

  • ajuda na hipertrofia. A albumina acelera a recuperação do tecido muscular (que sofre microlesões naturalmente durante o treino) e auxilia na reposição proteica (o que diminui o catabolismo, a degradação do tecido). Esses são fatores essenciais para quem treina a fim de ganhar mais músculos;
  • ameniza os sintomas pós-treino. Além de ajudar na recuperação dos seus músculos, a albumina é capaz de reduzir a fadiga muscular depois da atividade física;
  • otimiza a queima de gorduras. A albumina favorece a sensação de saciedade — leva até três horas para ser digerida completamente —, por isso é muito utilizada em dietas para emagrecimento. Mas, claro, isso só é possível quando aliado a exercícios físicos regulares e controlados.

É rica em BCAA

Os BCAA, ou ACR, são a sigla para branched-chain amino acids — em bom português, aminoácidos de cadeia ramificada. Isso significa que eles são formados por cadeias de carbono que tem mais de duas extremidades, se você estiver interessado nos detalhes químicos.

Os BCAA fazem parte do grupo de aminoácidos não essenciais, ou seja, são obtidos apenas a partir da ingestão de alimentos ou suplementos.

Eles são importantes para qualquer pessoa, mas são ainda mais relevantes na dieta de quem treina, já que afetam positivamente diversos hormônios. Confira alguns efeitos dos BCAA:

  • aumentam a concentração de testosterona no organismo. Esse hormônio tem funções muito além da diferenciação sexual. Ele está intimamente relacionado ao controle de peso e ao aumento de massa muscular;
  • reduzem a taxa de cortisol, de creatina quinase (CK) e lactato desidrogenase (LDH). O cortisol é o “hormônio do estresse”. Secretado em situações de estresse físico ou emocional, ele pode levar ao acúmulo de gordura e à depressão. Já a CK e a LDH são indicadores de sobrecarga muscular, e são utilizadas até em exames de sangue para detectar o estresse muscular de atletas;
  • freiam a produção de serotonina. Esse hormônio está vinculado à sensação de bem-estar, e diminui-lo demais não é um bom sinal! Mas, em excesso, ele intensifica a fadiga central durante o treino, o que quer dizer que te deixa muito mais cansado bem mais rápido.

O custo-benefício é maior

Para conseguir a mesma quantidade de nutrientes que já estão reunidos na clara pasteurizada, seria necessário ingerir uma grande quantidade de ovos (algumas marcas comercializam a clara pasteurizada com o equivalente a mais de 30 ovos!).

Sem falar na maior praticidade de já ter tudo pronto na embalagem, o que é ainda mais interessante para quem prefere utilizar a clara de ovo pasteurizada em receitas.

Fica mais fácil calcular a quantidade ideal de cada nutriente benéfico com o produto acompanhado em laboratório durante todas as etapas, e você tem a certeza de que está consumindo um alimento com valor nutricional mais equilibrado.

Além disso, o cheiro e o sabor do ovo são suavizados, o que é um alívio para muita gente que sofre com essas características!

Como consumir?

Algumas marcas do mercado disponibilizam o produto com uma validade bastante reduzida, e recomendam que ele seja consumido em até 24 horas. Mas já há alternativas nas prateleiras que prometem durar até três meses!

Os momentos mais comuns para ingestão do produto são logo pela manhã ou antes de dormir. Como a absorção da clara pasteurizada pelo organismo é mais lenta que de grande parte dos aminoácidos, esses horários permitem que a síntese proteica seja ainda mais eficiente.

Mas essa não é uma regra, e você pode adaptar o consumo ao seu horário. Afinal, alimentos e suplementos como esse existem justamente para tornar sua dieta mais prática!

E, por falar em praticidade, existem diversas outras dicas importantes para deixar seu treino cada vez mais preciso. Agora que você já sabe melhor o que é a clara de ovo pasteurizada, entenda também como outros suplementos e práticas podem otimizar sua forma. Está tudo na nossa página no Facebook, curta e fique por dentro!