BCAA

Boas práticas para o consumo de BCAA

BCAA é a sigla em inglês para Branched Chain Aminoacids, ou, em tradução livre para o português, Aminoácidos de Cadeia Ramificada. Os aminoácidos são moléculas menores que formam as proteínas; 20 deles podem se unir para formar essas macromoléculas nos seres vivos. Os vegetais são capazes de fabricar todos os aminoácidos de que necessitam, mas o homem não consegue sintetizar naturalmente oito variedades de aminoácidos – treonina, metionina, lisina, valina, leucina, isoleucina, fenilalanina e triptófano –, conhecidos como essenciais, sendo necessário obtê-los por meio da alimentação.

 

Entre os aminoácidos essenciais, existem três de cadeia ramificada: leucina, valina e isoleucina. Os BCAA são oxidados no músculo esquelético durante os exercícios físicos, sendo fundamentais para o fornecimento de energia, recuperação das fibras musculares, aumento da síntese proteica, estímulo à produção de insulina, prevenção do catabolismo muscular e diminuição da fadiga. Devido a todas essas funções, o uso do BCAA é recomendado para pessoas que frequentam a academia ou praticam esportes com regularidade. Se você quer obter os melhores resultados nos seus treinos, confira abaixo as melhores práticas para o consumo desse suplemento:

 

Orientação e acompanhamento

Consultar um nutricionista é muito importante para manter a qualidade de vida e evitar problemas causados pelo excesso de suplementação e atividades físicas. Muitas pessoas se preocupam em saber: o BCAA ajuda a evitar lesão muscular pelo exercício físico? E a resposta é: sim, mas isso só acontece quando o seu consumo está associado a um plano alimentar adequado para as suas necessidades nutricionais diárias e a treinos realizados corretamente – o que inclui aquecimento da musculatura, alongamento, emprego de técnicas específicas para cada tipo de exercício, fortalecimento muscular, hidratação e uso de carga compatível com as suas limitações. Tudo isso só é possível com as orientações e o acompanhamento de profissionais de Educação Física.

 

Período do dia

O BCAA pode ser consumido antes e depois dos treinos. No pré-treino, a ingestão desse suplemento permite a absorção de uma quantidade maior de aminoácidos pelo organismo, que agem fornecendo energia durante a contração e o relaxamento dos músculos e retardando a fadiga muscular. Isso permite a realização de treinos mais intensos e longos. Por serem nutrientes essenciais para o homem, os BCAA também possuem a capacidade de melhorar o desempenho do atleta enquanto está realizando a atividade física. Já no pós-treino, o uso desse suplemento pode ser feito para estimular a produção de insulina, que age ativamente no transporte de nutrientes para o interior das células. Mais do que isso, o BCAA auxilia na recuperação do tecido muscular após os exercícios, diminuindo as dores nas regiões trabalhadas, e melhora gradativamente o sistema imunológico.

 

Quantidade certa

Os BCAA podem ser extraídos tanto de fontes animais quanto vegetais, resultando em suplementos em forma de pó, cápsulas ou tabletes. A quantidade recomendada pode variar conforme o tipo de exercício praticado e o metabolismo de cada indivíduo. Mas, de maneira geral, as pessoas que praticam atividades físicas intensas consomem entre 8 e 16 gramas de BCAA diariamente. Antes de iniciar o uso desse suplemento, é importante consultar um nutricionista para saber a dosagem correta para a sua dieta, principalmente se você faz uso de medicamentos para mal de Parkinson ou diabetes, hormônio da tireoide ou corticoides.