Albumina

Albumina fornece todos os aminoácidos essenciais para o homem

O consumo diário de alimentos ricos em proteínas, como carnes, peixes, ovos, leite, cereais e leguminosas, é fundamental para manter a saúde e a disposição no dia a dia. Isso acontece porque essas substâncias são nutritivas e têm papel fundamental na regulação das atividades do organismo, no combate a microrganismos causadores de doenças e no crescimento da massa muscular. As proteínas são formadas por moléculas menores, conhecidas como aminoácidos, e estão ligadas diretamente às principais funções exercidas pelo corpo humano. Há mais de 150 tipos de aminoácidos, mas somente 20 são responsáveis pela formação das proteínas na maioria dos seres vivos.

 

Apesar de produzirmos algumas das proteínas de que necessitamos, nosso corpo não é capaz de formar naturalmente oito tipos de aminoácidos, chamados de essenciais: isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, triptofano, treonina e valina. Por isso, eles devem ser obtidos por meio da alimentação, com a ingestão de produtos de origem animal e vegetal, para que seja possível formar novas moléculas com tais características. Para quem pratica atividades físicas e busca ganho de massa, o consumo de suplementos pode ajudar a complementar as necessidades diárias desses elementos. É o caso da albumina, formada por todos os aminoácidos essenciais para o homem, além de conter histidina.

 

Esse suplemento é derivado da clara do ovo desidratada, possui baixa quantidade de gorduras e calorias e é de lenta absorção, o que prolonga o período de saciedade. O uso da albumina pode ser feito em qualquer refeição do dia, inclusive no jantar. Quando ingerida imediatamente após o treino com outro suplemento como o whey protein, essa substância auxilia na reconstrução dos músculos e na reposição proteica, reações que ocorrem quando os músculos são expostos à tensão e ocorre um estímulo para o crescimento de novos tecidos. A ingestão desse suplemento ao término da série de exercícios contribui para o fortalecimento da musculatura e o aumento de sua funcionalidade.

 

Além disso, a albumina auxilia na prevenção do catabolismo muscular, que é, de forma simplificada, o desgaste ou a queima dos músculos no momento em que o corpo busca energia para continuar funcionando. Esse processo é prejudicial à saúde em longo prazo e pode atrasar o trabalho de quem deseja ganhar massa muscular. Para evitar que o catabolismo aconteça, é preciso manter uma dieta balanceada e regular, ingerir carboidratos e proteínas de acordo com a recomendação de um nutricionista, evitar o consumo de álcool e gorduras provenientes de alimentos de má qualidade, como os industrializados, e não exagerar nos treinos, respeitando o número de repetições de cada série e as suas limitações físicas.
Outro ponto positivo da albumina é a sua capacidade de fornecer ferro e vitaminas do complexo B ao organismo. A principal função do ferro é atuar no processo de respiração celular, ou seja, auxiliar o corpo a obter energia para o seu bom funcionamento. As vitaminas do complexo B também são responsáveis por suprir as necessidades nutricionais diárias dos atletas e algumas atuam indiretamente na síntese proteica. Com todos esses pontos positivos, não é à toa que a albumina é considerada uma proteína completa, de alto valor biológico, e muito procurada por pessoas que buscam qualidade de vida e ganho de massa muscular de forma saudável.