5 suplementos presentes na rotina de fisiculturistas

 

Diferente do que se pensava num passado não muito distante, suplementos nutricionais não são indicados apenas para o atleta fisiculturista ou para os indivíduos com treinos físicos intensos. O suplemento alimentar não pode mais ser negligenciado levando em consideração os benefícios que podem ser obtidos se aplicado de forma correta.

Alimentos e suplementos podem ser iguais na sua essência, eles trazem nutrientes que poderão ser usados pelo organismo devido à necessidade ou podem servir para estimular sistemas ou vias de nosso organismo devido a simples oferta dos nutrientes. Encontre o suplemento de atleta perfeito para você.

Suplemento para Fisiculturista: Objetivos

Os suplementos podem ser usados com dois objetivos: melhorar uma dieta insuficiente e assim atender as necessidades do organismo ou ser usados dentro de um contexto alimentar já adequado trazendo benefícios específicos além daqueles oferecidos pelos alimentos. É importante entender que os suplementos para fisiculturismo devem ser inseridos na rotina alimentar de forma coerente. Devem ser programados pelo nutricionista que levará em consideração características pessoais dos indivíduos (demanda nutricional).

Os suplementos nas dietas de fisiculturista

Alguns suplementos são mais frequentes na rotina alimentar de atletas do que outros, justamente porque este público possui características e objetivos semelhantes. Listaremos 5 suplementos que frequentemente são encontrados na dieta de fisiculturista tanto de indivíduos normais quanto de atletas profissionais, sempre focando o ganho de massa muscular.

Dieta dos fisiculturistas e que suplementos tomam

Whey Protein

Este pode ser considerado não somente uma fonte de proteínas normal, ele é considerado uma fonte de proteínas funcional devido aos benefícios que pode oferecer não somente ao desempenho, mas também em diversos aspectos relacionados ao organismo. Os praticantes de atividade física encontram nesta fonte proteica o melhor estímulo à síntese de proteínas e prevenção do catabolismo muscular devido à sua rápida digestão, composição rica em peptídeos bioativos, aminoácidos essenciais em especial os de cadeia ramifica. Este é o melhor suplemento para fisiculturista proteico de pós-treino que há no mercado.

Leucina

A leucina tem ganhado cada vez mais espaço na dieta de atletas profissionais, isso acontece acordo com os avanços da pesquisa com nutrientes isolados.Estudos têm mostrado que somente os aminoácidos essenciais, especialmente a leucina, são necessários para estimular a síntese protéica. A ciência traz evidências que demonstram papel indispensável da leucina na regulação de processos anabólicos envolvendo tanto a fabricação quanto a quebra de proteínas musculares. Além disso é sabido que a leucina tem uma taxa de oxidação maior do que os demais aminoácidos de cadeia ramificada, por isso sua necessidade é maior do que os demais BCAA. As diminuições significativas nos níveis plasmáticos ou séricos de leucina ocorrem após sessões aeróbicas e anaeróbicas (exercícios de força), ao elevar esta concentração pós-exercício o indivíduo estará fornecendo condições para síntese e ressintese de proteínas musculares.

Ômega-3

Atletas e praticantes de atividade física intensa apresentam alto nível de inflamação muscular e estresse oxidativo. Estes efeitos devem ser tratados pelo organismo de forma adequada, através de reações sistêmicas. Caso isto não ocorra o indivíduo irá observar aumento na fadiga muscular e redução no desempenho atlético, aumento no risco de lesões musculares e redução do funcionamento do sistema imunológico. O consumo de ácidos graxos ômega-3 produz efeito anti-inflamatório, desencadeia combate a oxidação e também tem efeito estimulante do sistema imunológico. A ingestão de EPA e DHA (omega-3) em 1 a 2 g ao dia, é benéfica no combate a inflamação induzida pelo exercício e a saúde geral do atleta.

Creatina

A creatina é um dos suplementos mais utilizados na tentativa de melhorar o desempenho atlético, esta preferência não é sem motivo, ela é também a mais eficiente na promoção de hipertrofia, aumento do desempenho esportivo, aumento de força, redução da fadiga, entre outros. A creatina pode ser benéfica em vários modos de exercício, como sprints de alta intensidade, treinamento de resistência ou resistidos. O fato é que a suplementação aumenta o armazenamento de creatina intracelular e promove uma regeneração mais rápida de energia, este efeito melhora o desempenho e promove maiores adaptações musculares durante o treinamento

Cafeína

A cafeína é considerada pela Organização Mundial da Saúde como uma droga estimulante do sistema nervoso central. Polêmica e não tão bem aceita por todas as pessoas, o fato é que cafeína é um dos únicos recursos ergogênicos nutricionais realmente eficiente. Os atletas estão entre os grupos de pessoas interessadas nos efeitos da cafeína sobre a resistência e a capacidade de exercício. Os benefícios de desempenho podem ser vistos com quantidades moderadas (~ 3 mg.kg de massa corporal) de cafeína. Além disso, esses benefícios ocorrem numa grande variedade de esportes, incluindo eventos de resistência, resistidos, esportes em equipe, entre outros. Num geral, os efeitos da cafeina consistem em aumentar o estado de alerta e reduzir a sensação de fadiga, aumento da força de contração muscular, e uma economia do glicogênio muscular, isso pode aumentar a capacidade atlética e desempenho físico. Decorrente do seu mecanismo de atuação a nível celular a cafeina ainda pode resultar em aumento da utilização da gordura como energia, além de promover efeito termogênico.